Fã, Albon anuncia número “metade de Rossi” e vai estampar #23 no carro da Toro Rosso em 2019

Alexander Albon vai usar o número 23 no carro da Toro Rosso em sua temporada de estreia na F1. O piloto tailandês, última contratado para a temporada 2019, anunciou a escolha e abriu a influência de Valentino Rossi, que adota o #46 - dobro do #23 - como motivo da decisão

A geração de pilotos nascidos nos anos 1990 que chegam à F1 estão somando uma idolatria em comum: Valentino Rossi. O responsável por dominar o Mundial de Motovelocidade nos primeiros anos do novo século capturou o imaginário das crianças que resolveram levar o esporte a motor a sério, ainda que tenham ido pelo caminho dos carros. Alexander Albon é mais um exemplo. 
 
O piloto tailandês, último contratado para o grid de 2019 da F1 e que vai guiar pela Toro Rosso, anunciou que seu carro terá o número 23. Ou, mais precisamente, o número 'metade de Valentino', que tem o #46 como o seu.
Alexander Albon, já com o uniforme da Toro Rosso (Foto: Reprodução/Twitter)

"Eu sempre fui um fã de Rossi, mas, já que eu não posso substituí-lo, pensei em ter metade dele", tuitou Albon, terceiro colocado do campeonato da GP2 em 2018.

 
Albon é o segundo estreante da F1 em 2018 que admite influência de Rossi no número que escolhe para estampar no carro. O outro foi Lando Norris, da McLaren, e um dos rivais de Albon nas categorias-satélite. O inglês primeiro flertou com o próprio #46, mas terminou com o #4 por não querer ser visto como um imitador.
 
A novela que terminou com a confirmação de Albon teve polêmicas anteriores, visto que ele havia assinado com a Nissan para ser piloto da Fórmula E na temporada 2018/19. No fim das contas, Toro Rosso e Nissan entraram em acordo.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube