Félix da Costa revela que ainda sente ‘golpe’ da Red Bull em ida para F1: “Tento abstrair do fato de não estar lá”

António Félix da Costa passou muito, mas muito perto mesmo de ter uma chance na F1 em 2014. Acabou que Daniil Kvyat foi jogado à sua frente e ele nunca mais se viu próximo ao grid. Já faz tempo, mas ainda mexe com o português vez ou outra

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Quando piloto da desenvolvimento da Red Bull – que, aliás, foi até o final de 2015 -, António Félix da Costa passou muito perto de ter um lugar na F1. Chegou a ser escolhido como o substituto de Daniel Ricciardo na Toro Rosso para 2014, inclusive, mas depois foi sacado por Daniil Kvyat. Hoje, quase três anos depois, ainda pensa na chance que se aproximou e nunca veio.

 
Ser passado para trás na ordem dos pilotos da Red Bull machucou e acabou afastando o português de vez da F1. Se afastou, foi correr no DTM e na F-E até acabar seu contrato com a companhia dos energéticos. Assinou com a BMW e tenta viver sem pensar, mas admite que, vez ou outra, o gosto amargo da não vaga bate em sua cabeça.
 
"A F1 ainda é a categoria rainha do esporte. Eu realmente tento abstrair do fato de que não estou lá. Mas agora eu comento na TV em Portugal e é realmente difícil olhar para alguns caras – a maioria muito talentosos – contra quem eu corri e venci. E os vejo indo bem lá", disse. 
 
"Sei que eu poderia ter ido bem. Tem uma diferença entre ir bem e ser campeão mundial, mas eu trabalhei com minha mente para abstrair disso. Em alguns dias eu me sinto melhor que em outros, vamos dizer assim", afirmou.
Dançou, portuga (Foto: F-E)
Como comentarista de TV em Portugal, Félix da Costa se vê às voltas com a F1 a cada duas semanas. Não tem muito como se afastar. Ele não considera, no entanto, que falhou.
 
"Mas a carreira de um piloto não acaba se você não chegar à F1. Tenho muita sorte de estar com uma fábrica, a BMW, que é conhecida em Portugal, Alemanha, Malásia, Tailândia… É muito prestigioso para mim, não posso reclamar", encerrou.
 
Na F-E, Félix da Costa assinou com a Andretti para a terceira temporada da categoria. Seus primeiros testes abertos são esta semana, durante a pré-temporada, quando a equipe norte-americana ainda não aparece entre as principais equipes do grid.
 
PADDOCK GP #43 DEBATE INDY E MOTOGP E FAZ PRÉVIA DA F1

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube