Feliz com elogios de Frank Williams, Bottas nega preocupação com renovação de contrato

Em viagem pela Finlândia para compromissos comerciais ao lado do patrão Frank Williams, Valtteri Bottas está prestigiado depois de ter conquistado o terceiro lugar no grid de largada no GP do Canadá. Apesar de esperar pela renovação de contrato, o jovem negou estar preocupado com isso no momento

Valtteri Bottas está cheio de moral na Williams. Antes mesmo de ter conquistado o surpreendente terceiro lugar no grid de largada do GP do Canadá, no último sábado (8), o novato foi coberto de elogios pela diretora-adjunta Claire Williams: “Acho que temos um futuro campeão do mundo em nossas mãos”. Em seguida, foi a vez de Sir Frank Williams render palavras positivas ao novato. O jovem finlandês se mostrou bastante feliz com tudo o que ouviu e disse que espera continuar na equipe, mas negou estar preocupado com o processo de renovação de contrato.

Bottas, Frank Williams e a cúpula de Grove estão em Helsinki, na Finlândia, para a realização de vários eventos envolvendo patrocinadores da equipe. Numa dessas entrevistas, o cofundador de uma das mais vitoriosas e tradicionais escuderias da F1 não conteve os elogios ao seu piloto. “Valtteri é um jovem maravilhoso. É muito popular e colabora com a equipe, assimila tudo o que vê e ouve. Não fala muito, mas é porque escuta”, disse o britânico em entrevista ao jornal ‘Turun Sanomat’. 
Valtteri Bottas vem sendo constantemente elogiado pela cúpula da Willaims (Foto: Glenn Dunbar/ Williams)

O novato, por sua vez, não escondeu a satisfação pela fase e pelos elogios. “Claro, isso soa ótimo”, comentou Bottas, que almeja renovar contrato com a equipe e dar sequência à sua carreira na F1. “Isso seria muito bom, então esperamos que assim seja”, declarou. 

No entanto, com os pés no chão, Valtteri prefere não se preocupar muito com o futuro, de modo a se concentrar apenas no presente e em ajudar a melhorar o fraco FW35. “Não faz sentido pensar muito nisso. O melhor que posso fazer é me concentrar nas corridas e fazer o melhor possível”, acrescentou o piloto.

Por fim, Bottas entende que a performance exibida em Montreal, sobretudo no sábado, em condições climáticas adversas e traiçoeiras, serviu para mostrar à F1 sua capacidade, que muitas vezes não fica evidente por conta das deficiências do seu carro. “Acho que o Canadá foi bom para mim porque tive a chance de mostrar meu talento. Não é tão fácil ver o que você está fazendo quando se está em 15º. Espero ter mostrado que mereço estar onde estou”, finalizou o estreante, que terminou o GP do Canadá em 14º.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube