Feliz com evolução do E20, Lotus garante que seguirá desenvolvendo duplo DRS em 2012

Satisfeita com a melhora do desempenho do E20 na primeira metade da temporada, a Lotus garantiu que seguirá desenvolvendo o duplo DRS, mesmo com o iminente banimento do dispositivo para a próxima temporada

Neste começo de férias da F1 em pleno verão europeu, muitos detalhes começam a ser pensados visando a temporada de 2013. De olho em equilibrar ainda mais a disputa entre as equipes, a categoria planeja banir o artifício do duplo DRS — sistema de redução de arrasto, em português —, desenvolvido neste ano por Mercedes e Lotus, para a próxima temporada. Apesar da iminente proibição e mudança nas regras para 2013, a escuderia aurinegra planeja manter o desenvolvimento do dispositivo normalmente até o fim desta temporada.

O sistema de duplo DRS da Lotus foi testado apenas por Kimi Räikkönen durante os treinos livres dos GPs da Alemanha e Hungria, décima e 11ª etapas do Mundial de F1, respectivamente. Como a cúpula da escuderia de Enstone considerou o desempenho do carro gradativamente melhor, a expectativa é que Romain Grosjean também use o duplo DRS em Spa-Francorchamps, onde a escuderia quer finalmente levar a novidade aerodinâmica para a corrida.

Mesmo com a proibição do duplo DRS para 2013, a Lotus segue trabalhando no dispositivo (Foto: Lotus/LAT)

O duplo DRS da Lotus não é mera cópia do sistema desenvolvido pela Mercedes, que foi considerado legal pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo) no começo da temporada. Fato é que a equipe britânica trabalhou em um dispositivo que trabalha apenas na asa traseira do carro — usando dutos de ar que ficam acima da cabeça do piloto —, ao passo que no W03 o sistema atua também na asa dianteira.

Em entrevista concedida à revista britânica ‘Autosport’, James Allison, diretor-técnico da Lotus, falou sobre o assunto. Questionado se vai seguir o desenvolvimento do duplo DRS no E20, o britânico não teve dúvidas, já que entende que o carro da equipe aurinegra apresentou melhora significativa.

“Haverá mudanças nas regras para proibir o duplo DRS, sim. Mas há o benefício que isso traz”, reconheceu o engenheiro, ciente que ainda falta muito para o fim do Mundial. “Estamos no meio de uma temporada de 20 corridas, metade do caminho. Não é como se estivéssemos perto do fim [da temporada], onde teríamos tanta vantagem em ter algo do tipo”, disse.

Por sua vez, Éric Boullier, chefe de equipe da Lotus, se mostrou bastante satisfeito com a evolução do carro da Lotus, sobretudo nas últimas corridas, e disse que projeta ainda mais melhorias na segunda metade do Mundial.

“Acho que o ritmo é razoavelmente positivo. Estamos avançando passo a passo porque nós não vimos um ganho drástico. Se há um ganho para buscar, nós precisamos trazer isso para o carro. Acho que ainda há algum trabalho a ser feito nele, mas, em uma das próximas corridas, será em ambos os carros”, sinalizou o dirigente francês.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube