Alonso aprova expansão da Fórmula 1 nos EUA com GP de Miami: “Um passo de cada vez”

Fernando Alonso disse que não se oporia à ideia de uma terceira corrida nos Estados Unidos, assim como Otmar Szafnauer, chefe da Aston Martin. O dirigente vê na série ‘Drive to Survive’ como fator para trazer uma nova geração de fãs para a Fórmula 1

OS 30 ANOS DO ÚLTIMO TÍTULO DE AYRTON SENNA NA FÓRMULA 1 | GIRO BR #31

A Fórmula 1 aproveita o ensejo com a disputa do GP dos Estados Unidos, neste fim de semana em Austin, para promover várias ações com vista também ao novo GP de Miami, que vai estrear no calendário na próxima temporada. Na terra do Liberty Media, proprietário dos direitos comerciais da F1, a categoria almeja ampliar ainda mais seus tentáculos no país, e um terceiro GP nos EUA parece ser o próximo passo.

Nos últimos anos, por exemplo, localidades como Las Vegas, Nova York e até mesmo Indianápolis, onde a Fórmula 1 correu até 2007, apareceram no noticiário como eventuais palcos de outra corrida nos Estados Unidos. Tudo isso antes da confirmação do GP de Miami, que vai ser disputado pela primeira vez em 8 de maio de 2022.

Antes de seguir para Austin, no Texas, para o GP dos Estados Unidos deste fim de semana, o bicampeão Fernando Alonso esteve em Miami para inaugurar uma loja da sua grife, a Kimoa, e destacou a expansão da Fórmula 1 nos Estados Unidos.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Miami se prepara para finalmente receber o Mundial de F1 (Foto: Reprodução/Miami Dolphins)

“Estou bastante empolgado por vir aqui. [Miami] vai ser uma das melhores corridas do ano que vem. É um novo evento, uma nova cidade, e acho que muitas pessoas da comunidade da Fórmula 1 vão descobrir Miami pela primeira vez”, disse o piloto da Alpine em entrevista veiculada pela revista britânica Autosport.

Quando perguntado sobre uma eventual terceira corrida nos Estados Unidos, Alonso mostrou apreço e, ao mesmo tempo, pediu cautela. “Não veria problemas nisso. Os Estados Unidos são, provavelmente, o maior objetivo da Fórmula 1 no momento, com o Liberty no comando do esporte”.

“Há rumores de que isso poderia acontecer em lugares diferentes, como Las Vegas ou Indianápolis, então vamos ver um passo de cada vez. Mas vamos fazer um bom GP em Miami no ano que vem primeiro”, complementou.

Também à publicação britânica, Otmar Szafnauer, chefe da Aston Martin, revelou o gosto pela ideia de uma terceira corrida nos Estados Unidos. O dirigente é nascido na Romênia, mas foi criado em Detroit desde os sete anos. Foi lá que Szafnauer obteve graduação em engenharia elétrica pela Universidade de Detroit nos anos 1980.

Segundo Otmar, a Nascar é um exemplo de como uma terceira corrida nos Estados Unidos não banalizaria a Fórmula 1 nos Estados Unidos. “Acho que o mercado americano é grande o bastante para não estar no seu ponto de saturação. Sei que a Nascar tem cerca de 40 corridas e todo mundo gosta da Nascar. Somos um esporte global, mas acho que ter três GPs em um país como os Estados Unidos é muito viável”, opinou.

O dirigente salientou também a importância da série ‘Drive to Survive’, da Netflix, responsável por agregar um novo público à Fórmula 1 e ampliar a gama de fãs nos Estados Unidos.

“’Drive to Survive’ levou [à Fórmula 1] um público muito mais amplo e diversificado do que somente os fãs do automobilismo. Acredito que o público da Fórmula 1 nos Estados Unidos pode crescer significativamente. Por experiência própria, se uma casa assiste a Fórmula 1, digamos que o pai gosta, as crianças começam a gostar, e isso cresce geometricamente. Se conseguirmos esse impulso, acho que o crescimento pode acontecer bem rapidamente”, complementou.

A Fórmula 1 acelera com o GP dos Estados Unidos neste fim de semana, entre sexta-feira e domingo, no Circuito das Américas. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

OS PONTOS FRACOS E FORTES DE MERCEDES E RED BULL NA RETA FINAL DE 2022
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar