Alonso vê lado positivo e diz que Mônaco “foi crucial para Aston Martin entender fraquezas”

Fernando Alonso acredita que a tendência é a Aston Martin evoluir, mas ressaltou que, atualizações robustas na F1 2024, só daqui a algumas corridas

As dificuldades enfrentadas pela Aston Martin nas duas últimas etapas da temporada 2024 da Fórmula 1, em Ímola e em Mônaco, tiveram o seu lado positivo, na visão de Fernando Alonso. O bicampeão afirmou que a equipe inglesa pôde entender melhor as fraquezas do carro, algo que será determinante não apenas para o resto do ano, como também para o futuro.

Na Emília-Romanha, a Aston Martin pontuou apenas com Lance Stroll em um distante nono lugar. Já na tradicional prova nas ruas de Monte Carlo, o desempenho foi ainda pior: Alonso caiu no Q1 e terminou em 11º, enquanto Stroll, que até avançou para o Q2, teve um furo de pneu quando lutava pelo décimo posto e ficou somente em 14º.

A performance é muito diferente da vista no ano passado, quando o time de Silverstone surgiu na primeira metade como segunda força e chegou a ameaçar Max Verstappen no mesmo GP de Mônaco tanto na classificação quanto na corrida, com Alonso batendo na trave da sonhada 33ª vitória na F1. Há, contudo, o lado bom.

“Esses dois fins de semana foram cruciais para entender nossas fraquezas, entender o carro, melhorar. Sempre se tira mais conclusões nas dificuldades do que nas vitórias, então estamos aprendendo muito, acredito, para o resto do ano, 2025 e 2026”, avaliou Alonso à imprensa.

Lance Stroll e Fernando Alonso: Aston Martin só marcou dois pontos nas duas últimas corridas (Foto: Aston Martin)

“Essas duas corridas foram um grande sinal de alerta e serão muito boas para nós”, acrescentou, reforçando, todavia, que será necessário mais tempo até a Aston Martin trazer atualizações mais robustas.

“Tínhamos algumas dúvidas depois de Ímola e Mônaco sobre não termos sido rápidos e temos de mudar essa tendência”, seguiu.

“Serão necessárias algumas corridas até introduzirmos uma melhoria significativa no carro, mas, até lá, temos de dar tudo e melhorar na pista para obter os resultados. Haverá dias melhores, dias piores, e temos de estar unidos”, finalizou.

Fórmula 1 retorna de 7 a 9 de junho com o GP do Canadá, nona etapa da temporada 2024.

:seta_para_frente: Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
:seta_para_frente:Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.