Alonso vê dia “produtivo” e fala sobre retorno à pista da Turquia: “Pareceu a 1ª vez”

Depois de longos 10 anos, Fernando Alonso retornou à pista do GP da Turquia e sentiu como se fosse "correr em Istambul pela primeira vez". O espanhol e seu companheiro de equipe, Esteban Ocon, elogiaram a maior aderência do circuito

F1 NA TURQUIA: HAMILTON LIDERA TREINOS LIVRES, TROCA PEÇAS DO MOTOR E PERDE 10 POSIÇÕES | Briefing

O desempenho da Alpine nesta sexta-feira (8) de treinos livres foi positivo. Isso porque a equipe viu seus dois carros presentes entre os cinco primeiros no TL1, e no top-10 na segunda sessão. Por isso, Esteban Ocon e Fernando Alonso veem o dia como produtivo e exaltam a grande melhora de aderência, que irá ajudar a escuderia francesa a entender a performance dos A521 na pista e, sobretudo, estarem preparados para as diferentes condições climáticas do fim de semana na Turquia.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Sétimo colocado no TL2, a última vez em que Alonso teve contato com o Istambul Park pela Fórmula 1 foi em 2011. Naquela corrida, o asturiano chegou ao pódio na terceira posição. Dez anos depois, ele enfatiza que voltar ao circuito foi como “correr na Turquia pela primeira vez”, mas compreende os problemas com a aderência que os pilotos sofreram em 2020 — experiência pela qual o piloto espanhol não passou, já que deixou a F1 no fim de 2018 e retornou apenas nesta temporada.

“Hoje foi como correr aqui pela primeira vez. Acho que foi a mesma sensação para todo mundo depois dos problemas com a aderência no ano passado. Parece que agora está de volta ao normal. Não mexemos muito no carro entre as sessões, o treino hoje foi sobre tirar o máximo de informações a respeito dos pneus, para termos algumas respostas para o fim de semana. Tem uma previsão de chuva para amanhã, então precisamos também estar preparados para isso. Mas, como um todo, foi um dia produtivo”, disse Alonso.

Fernando Alonso retornou ao Istambul Park pela F1 após 10 anos (Foto: Alpine)

Em relação à classificação — que, inclusive, tem mais de 70% de chances de chuva —, o dono do carro #14 enfatizou que a Alpine precisa estar mais do que preparada para lidar com a mudança do clima: “Sempre há algo para entendermos e estudarmos à noite. Mas acho que tudo vai depender muito do clima. Precisamos nos adaptar rápido para as condições que podemos ter amanhã. Diria que o objetivo na classificação é o top-10, mas vamos ver”, finalizou.

Ocon teve a mesma opinião de seu companheiro de equipe. Oitavo colocado na segunda sessão, ele ressalta uma “sexta-feira interessante” e diz que a grande melhora de aderência fez a pista de Istambul ser uma das melhores do calendário nesse quesito.

“Foi uma sexta-feira sólida para nós hoje. Provavelmente uma das sextas-feiras mais interessantes que tivemos este ano. Chegamos aqui sem saber como seriam as condições e descobrimos que melhorou muito em comparação ao ano passado, com uma aderência muito alta. É um dos mais altos níveis de aderência que experimentamos nesta temporada”, comentou Ocon.

“Tivemos um desempenho muito bom no TL1, dentro dos cinco primeiros, e, novamente, no TL2 estivemos no top-10. Aprendemos muito hoje sobre o que podemos colocar em ação amanhã, então estou ansioso para ver o que podemos fazer”, concluiu.

A Fórmula 1 volta a acelerar em Istambul Park neste sábado. O treino livre 3 terá início às 6h (de Brasília, GMT-3), enquanto a classificação está marcada para 9h. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

FÓRMULA 1 AMPLIA CORRIDAS SPRINT PARA 2022. VIERAM PARA FICAR OU É DEMAIS?

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar