Alonso diz que peso mínimo para carros da F1 2026 é “objetivo impossível”

Fernando Alonso sugeriu que novo regulamento técnico da Fórmula 1 vai exigir que equipes 'enxuguem' 60 kg dos carros por conta do aumento do peso da unidade de potência

Fernando Alonso apontou que as equipes de Fórmula 1 terão um grande desafio para fazer os carros atingirem o peso mínimo a partir de 2026, quando um novo regulamento, apresentado nesta quinta-feira (6), entrará em vigência. Na visão do espanhol, os motores mais pesados vão representar uma dificuldade maior nesse sentido.

A FIA apresentou nesta quinta-feira o regulamento técnico da Fórmula 1 em 2026, quando os carros terão peso mínimo de 768 kg (722 kg de peso entre carro e piloto + 46 kg como massa estimada do pneu) e serão, portanto, 30 kg mais leves que a atual geração de carros de F1, melhorando eficiência e capacidade de gerenciamento.

A equação que vai representar um desafio maior para ‘enxugar’ o carro da F1 em 2026 está no acréscimo de peso que a unidade de potência terá. As baterias deixarão de ter capacidade de 120 kW e passarão a 350 kW, o que representa um ganho de quase 300% de potência.

“Se a unidade de potência vai ser 50% elétrica e vamos necessitar de baterias para isso, teremos um aumento de 20 ou 30 kg no conjunto. Isso significa que não deveremos perder 30 kg, mas 60 kg no total. Para muitas equipes, isso não será um objetivo possível”, afirmou Alonso.

O novos carros terão um novo MGU-K, com o triplo de potência do anterior
O novos carros terão um novo MGU-K, com o triplo de potência do anterior

Alonso, entretanto, admitiu que aquilo que vê “impossível” agora pode mudar em 2026. O mesmo aconteceu durante a troca de regulamento para 2022, quando boa parte das equipes iniciou a temporada daquele ano acima do peso mínimo, algo que não é tão desafiador dois campeonatos depois — apesar de ainda vermos muitas peças de carbono não pintadas para atingir esse objetivo.

“São quase dois anos para chegar nesse objetivo. Como sempre na Fórmula 1, o que é impossível hoje, pode não ser em 2026. Há muita gente inteligente trabalhando nas equipes”, finalizou.

GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e EM TEMPO REAL todas as atividades do GP do Canadá de Fórmula 1 e transmite classificação e corrida em segunda tela, em parceria com a Voz do Esporte, na GPTV, o canal do GP no Youtube. Além disso, debate tudo que aconteceu na pista com o Briefing após classificação e corrida. Na sexta-feira (7), o TL1 está marcado para as 14h30 (de Brasília, GMT-3), enquanto o  TL2 encerra o dia às 18h. No sábado, o TL3 abre as atividades às 13h30, ao passo que a classificação está marcada para as 17h. Por fim, a largada está marcada para as 15h do domingo.

:seta_para_frente: Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
:seta_para_frente:Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.