Ferrari age rápido e anuncia Sainz como substituto de Vettel em 2021

Apenas dois dias após anunciar a saída de Sebastian Vettel em fins de 2020, a Ferrari terminou com as dúvidas e lançou fumaça branca na chaminé: Carlos Sainz será o companheiro de Charles Leclerc em 2021


Fumaça branca na chaminé de Maranello – e rápido. Ferrari e Sebastian Vettel anunciaram, logo nas primeiras horas da última terça-feira, que seguirão caminhos diferentes a partir da temporada 2021. Rapidamente, então, na manhã desta quinta-feira (14), a equipe italiana confirmou quem será o substituto: Carlos Sainz. O futuro ex-McLaren assina por dois anos, até 2023.
 
O piloto espanhol estava numa lista inicial apontada enquanto Vettel ainda negociava e que contava com Daniel Ricciardo e Antonio Giovinazzi. Após Vettel definir pela saída, Sainz sempre pintou como o grande favorito. A equipe rossa trabalhou rapidamente para confirmar o novo companheiro de Charles Leclerc. Depois do anúncio da McLaren de que Ricciardo passaria a formar dupla com Norris em 2021, virou questão de tempo até Carlos ser oficializado em Maranello.

"Estou muito feliz de pilotar pela Scuderia Ferrari em 2021 e estou animado pelo meu futuro no time. Ainda tenho um ano importante com a McLaren e estou ansioso para correr novamente com eles nesta temporada", disse Sainz ao ser anunciado.

Carlos Sainz Jr. se manda para Maranello em 2021 (Foto: McLaren)
"Estou feliz em anunciar que Carlos vai fazer parte da Ferrari em 2021", continuou Mattia Binotto, chefe de equipe. "Com cinco temporadas de experiência, Carlos provou ser talentoso e mostrou ter habilidades técnicas e atributos que o tornam um encaixe ideal na nossa família. Nós embarcamos em um novo ciclo com o objetivo de voltar ao topo na Fórmula 1. Será uma longa jornada, com dificuldades, especialmente pela situação financeira e de regulamento, que passa por mudanças, e esse desafio precisa ser encarado de forma diferente ao passado recente. Acreditamos que uma dupla de pilotos com o talento e personalidade de Charles e Carlos, a mais jovem dos últimos 50 anos de Scuderia, é a melhor possível para nos ajudar a alcançar os objetivos que determinamos", seguiu.

Com a ida para a Ferrari, Sainz vai para a quarta equipe em sete anos. Mas as mudanças são ainda mais apertadas, porque Sainz ficou nos quadros da Toro Rosso entre 2015 e 2017. No meio daquela temporada, foi para a Renault; depois, em 2019, para a McLaren; em 2021, Ferrari. 

 
A temporada 2019 de Sainz, inclusive, foi a maior que viveu na carreira até agora. O piloto espanhol anotou 96 pontos e terminou o campeonato com a sexta colocação do Mundial de Pilotos – o melhor entre aqueles que não contaram com carros de Mercedes, Ferrari ou Red Bull. E conquistou o terceiro lugar do GP do Brasil, levando a McLaren de volta ao pódio após uma seca de quase seis anos. 

Agora, fará parte da primeira escalação de dois pilotos sem títulos mundiais na Ferrari desde 2007, quando Kimi Räikkönen e Felipe Massa lá estiveram. No fim daquele ano, Räikkönen conquistou o primeiro – e último – título da carreira na F1.

 

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube