Ferrari começa mal e para na pista logo na primeira volta da F14T nos treinos em Jerez

A Ferrari apresentou um problema técnico poucos metros depois que deixou os boxes pela primeira vez em Jerez de la Frontera. Os engenheiros pediram para Kimi Räikkönen estacionar a F14T


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Bom, a história da F14T, o carro alfanumérico que lembra o nome da montadora que comanda a Ferrari, já tem seu primeiro capítulo real registrado. Certamente não é o mais sorridente. Mal chegou a rodar 2 km, e Kimi Räikkönen se viu forçado a parar o novo modelo na pista de Jerez na manhã desta terça-feira (28).

Logo a equipe se apressou para dar explicações nas redes sociais, nas três línguas que costumeiramente usa para se expressar — italiano, inglês e espanhol. Segundo a Ferrari, os engenheiros pediram que Räikkönen parasse o carro por precaução. O finlandês estacionou a F14T na entrada da longa reta oposta do traçado espanhol.

A Ferrari saiu e parou: problemas técnicos fizeram Räikkönen estacionar o novo carro em Jerez (Foto: Reprodução/Twitter Autosprint)

A Ferrari havia apresentado o carro de 2014 no último sábado, com seu bico diferentão em relação aos demais deste ano, assemelhando-se à boca de um bagre.

Os primeiros metros da F14T, com Räikkönen (Foto: Autosprint)

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube