Ferrari completa 500 voltas com sete pilotos em semana de testes privados em Fiorano

Em cinco dias de atividades, os competidores que fizeram parte dos testes rodaram cerca de 500 voltas no circuito privativo da equipe em Maranello

A Ferrari completou mais de 1.500 quilômetros durante a semana de testes privados em Fiorano. Nos cinco dias de atividades e contando com sete pilotos, a equipe de Maranello rodou ainda 500 voltas em seu circuito particular.

O carro usado para as atividades, que começaram na segunda-feira, foi o SF71H, da temporada 2018. O primeiro a assumir o volante do bólido foi Giuliano Alesi, que estreou em um Fórmula 1 do time italiano exatos 30 anos após seu pai Jean. No mesmo dia, Robert Shwartzman e Marcus Armstrong também foram para a pista.

A terça-feira foi totalmente para Charles Leclerc que, no dia seguinte, passou o carro para as mãos de Carlos Sainz. O espanhol fez sua estreia oficial com a esquadra do cavalo rampante e voltou para o monoposto na manhã da quinta-feira.

CHARLES LECLERC; FERRARI; F1 2021; SF71H; TESTE; FIORANO;
Charles Leclerc foi um dos sete pilotos da Ferrari que ajudou nas 500 voltas (Foto: Ferrari)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Depois, foi a vez de Mick Schumacher andar com a Ferrari, que também abriu a sexta-feira, último dia de testes – o alemão completou a distância de uma corrida. Quem fechou as atividades em Fiorano foi Callum Ilott, que fechou o dia com 50 giros e contribuiu para a Ferrari ter as 500 voltas.

“Sete pilotos na pista em cinco dias completaram mais de 1.500 quilômetros entre eles, foi uma semana cheia em Fiorano. O aspecto mais importante foi dar aos pilotos da Ferrari, Charles e Carlos, a sensação novamente dentro de um carro após a pausa de inverno”, disse Laurent Mekies, diretor-esportivo.

“Para os meninos da Academia de Pilotos, foi outra oportunidade de estar em um carro da Fórmula 1. Para Carlos e Marcus, foram seus ‘primeiros’, pois era a primeira vez do espanhol com o time e a primeira vez do neozelandês em um F1”, seguiu.

“Para Giuliano, o teste representou um presente de despedida, já que seu tempo com a Academia chegou ao fim. Acredito que o melhor dessa semana foi a atmosfera na garagem de nossa pista caseira, com todos os caras muito felizes de voltarem para a pista e se prepararem para a próxima temporada”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube