Ferrari confirma troca de motor, mas Leclerc escapa de punição nos EUA

A Ferrari detectou um vazamento de óleo no motor do carro de Charles Leclerc no terceiro treino livre do GP dos EUA e vai efetuar a troca por uma unidade de potência usada. Assim, o monegasco escapa de sofrer punição no grid de largada em Austin

Charles Leclerc sofreu um problema no motor no terceiro treino livre do GP dos EUA, no começo da tarde deste sábado (2), e levantou dúvidas sobre uma possível punição no grid de largada em Austin. A Ferrari, após receber o carro de volta aos boxes, iniciou a inspeção e detectou um vazamento de óleo, sendo assim necessária a troca de motor. Mas a equipe optou por colocar uma unidade de potência usada, de modo que tal cenário não vai acarretar em qualquer punição ao monegasco.
 
Leclerc se viu com problemas no motor logo nos minutos iniciais do TL3 e teve de encostar o carro na área de escape gramada à altura da curva 19. O jovem piloto sequer chegou a abrir volta rápida e acompanhou a maior parte da atividade de pista dos boxes da escuderia italiana, que trabalhava para entender o problema.
Charles Leclerc enfrentou problemas no início do terceiro treino (Foto: F1/Twitter)
Uma troca de qualquer componente de motor acarretaria um mínimo de cinco posições no grid perdidas para Leclerc. A Ferrari, que mostra ter totais condições de lutar pela pole logo mais — como mostrou a performance de Sebastian Vettel, segundo colocado no TL3 —, evitou qualquer risco de sanção e agora trabalha para instalar todos os componentes da unidade motriz que vai empurrar o carro do monegasco no treino classificatório.
 
O treino classificatório do GP dos EUA acontece logo mais, às 18h (horário de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.
Paddockast #40
QUEM VOCÊ ENTREVISTARIA NO GP DO BRASIL?

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube