Ferrari diz que avisou cedo sobre dispensa “para que Vettel pudesse achar outro lugar”

Mattia Binotto parabenizou Vettel pela permanência no grid, e afirmou que a Ferrari o liberou tão cedo para que pudesse procurar emprego na Fórmula 1

Sebastian Vettel recebeu a dispensa da Ferrari em maio, quando foi avisado que não teria o vínculo renovado. Quatro meses depois, na última quinta-feira, assinou para correr pela Aston Martin em 2021. Quem ficou satisfeito com o vínculo é Mattia Binotto, atual chefe de equipe do alemão.

Perguntado pela imprensa sobre o assunto, Binotto revelou que a Ferrari comunicou Vettel da dispensa antes da temporada começar para ajudá-lo na busca por uma vaga no grid em 2021. Sebastian substituirá Sergio Pérez na Aston Martin, que entra no lugar da Racing Point.

“Não acho que é uma surpresa. Estamos muito felizes por esta conclusão. Na verdade, contamos a ele sobre nossa decisão bem cedo para que ele pudesse encontrar um lugar em 2021, então, estou feliz por ele como pessoa”, disse Binotto.

Sebastian Vettel teve problemas no TL2 e ficou apenas em 12º (Foto: Ferrari)

Vettel é 13º no Mundial de 2020, com 16 pontos somados. A Ferrari é apenas sexta colocada no campeonato de construtores, 21 pontos atrás da Racing Point, futura equipe do tetracampeão. Binotto afirmou que ele ainda tem nível para estar no grid da F1.

“Como piloto, acho que é ótimo para a Fórmula 1 que o Seb seja parte do grid, porque ele ainda é um tetracampeão mundial e um piloto fantástico. Ele irá bem na Aston Martin, Racing Point ou qualquer que seja o nome? Acho que sim. Espero que ele vá bem. Acho que podemos desafiá-lo no ano que vem e estar à frente”, concluiu.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube