F1

Ferrari enxerga Vettel como candidato “mais possível” ao título e reafirma prioridade frente a Leclerc

Mattia Binotto, chefe da Ferrari, confirmou que Sebastian Vettel ainda é o piloto para o qual a Ferrari vai dar vantagem em situações onde precisar definir quem se dá melhor. A declaração vem duas semanas após Charles Leclerc ignorar o time italiano e ultrapassar o tetracampeão para buscar a vitória #1 na Fórmula 1

Grande Prêmio / Redação GP, do Rio de Janeiro
Após as duas primeiras etapas do Mundial de Fórmula 1 em 2019 terminarem com Charles Leclerc mais rápido que Sebastian Vettel, a Ferrari aproveitou o ensejo da abertura das atividades de pista para a milésima corrida da história, em Xangai, e reafirmou: Vettel é quem tem a vantagem.
 
Mattia Binotto, chefe da Ferrari, deixou claro que o acordo de antes do princípio da temporada segue de pé. Afinal, o tetracampeão Vettel é quem, segundo ele, tem mais condições de conquistar o título mundial para quebrar a sequência das Mercedes.
 
"Certamente, como equipe, precisamos dar prioridade ao time e tentar maximizar os pontos no fim das corridas. Como eu disse no começo da temporada, se houver uma situação de 50 a 50% onde precisarmos tomar uma decisão, a vantagem seria dada a Sebastian simplesmente porque Sebastian tenha mais experiência com a equipe da F1. Ele ganhou quatro campeonatos e certamente que tem maior probabilidade de brigar pelo título", afirmou.
 

Binotto com Vettel e Leclerc (Foto: Ferrari)
O chefe falou, entretanto, que acordos podem mudar com o decorrer da temporada.
 
"Algumas coisas com as quais concordamos com os dois pilotos talvez mudem em algumas corridas por qualquer razão que seja - má sorte ou qualquer outra situação. Talvez mudemos a posição, sem dúvidas. Mas, na pista, estão livres para lutar. Na pista, se um piloto for mais rápido claramente, vai ganhar a vantagem", garantiu.
 
Por fim, fez questão de afastar a hipótese de que a Ferrari não vai permitir que Leclerc se destaque.
 
"Acredito que Charles, como certeza, teve a oportunidade de estar na pole no Bahrein. Ele teve oportunidade de lutar pela vitória e ocupou essa posição no Bahrein", encerrou.
 
Apesar disso, até agora a Ferrari ordenou que Leclerc não ultrapassasse Vettel nas duas etapas do campeonato - nas duas quando Charles era mais rápido. O piloto monegasco acatou a ordem na Austrália, mas ignorou no Bahrein e não venceu a corrida apenas por conta de uma pane no motor.