Ferrari faz nova reestruturação interna e divide departamento de chassis

A equipe italiana criou quatro áreas diferentes com o objetivo de aumentar a habilidade de trazer melhorias para os carros de 2021

A Ferrari realizou uma nova reestruturação interna visando melhores resultados na temporada 2021. Em uma redistribuição de funções, o setor focado foi o departamento de chassis, que passa a ser dividido em quatro áreas diferentes.

O time vai seguir uma ordem hierárquica ainda respondendo a Mattia Binotto, chefe da escuderia, e mantendo os mesmos processos. Entretanto, na nova organização, cada área criada terá um responsável diferente com o principal objetivo de aumentar a habilidade da equipe em fazer melhorias nos carro.

Os chassis agora serão divididos em conceito do carro, liderado por David Sánchez; engenharia de rendimento do chassi, comandado por Enrico Cardile, área que passa a atuar junto com a engenharia de pista; engenharia de projeto do chassi, com Fabio Montecchi; e operações do carro, com Diego Ioverno à frente.

Cardile, nomeado como o chefe do departamento, vai trabalhar em conjunto com o chefe de unidades de potência Enrico Gualtieri, diretor-esportivo Laurent Mekies e o chefe de suprimentos Gianmaria Fulgenzi.

CARLOS SAINZ; FERRARI; FIORANO; TESTE; FÓRMULA 1; F1; F1 2021;
A Ferrari passa por mais uma reestruturação interna para tentar reverter o quadro visto em 2020 (Foto: IPA/Fotogramma/Sky Sports F1 Itália)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Mudanças também foram feitas na área comercial em uma tentativa de aliviar as funções assumidas por Mattia quando passou a comandar o time em 2019. Agora, o comercial, marketing e eventos vai integrar a diversificação de marcas, comandada por Nicola Boari.

Buscando trabalhar já no carro de 2022 e em todas as mudanças que o regulamento esportivo traz, acredita-se que Binotto vai perder parte das corridas. O italiano será substituído por Mekies nas provas em que não comparecer, algo já feito no final do ano passado.

A última campanha foi bastante complicada para a equipe do cavalo rampante. Nas 17 etapas disputadas, subiu apenas três vezes ao pódio, falhando em conquistar uma vitória. Com isso, encerrou a classificação na sexta colocação. Inclusive, chegou a realizar uma reestruturação interna à época ao criar o departamento de Desenvolvimento de Performance.

Para este ano, além da reorganização interna, também traz mudanças na pista. Isso porque Carlos Sainz passa a ser companheiro de Charles Leclerc, com o espanhol já tendo feito sua estreia com o time de Maranello, dizendo que a nova casa é o melhor lugar para ser campeão na Fórmula 1.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube