Ferrari, Mercedes e Lotus votaram contra aumento no peso mínimo dos carros para 2014, diz emissora

De acordo com a BBC, a Ferrari, a Mercedes e a Lotus votaram contra o aumento do peso mínimo dos carros para a temporada 2014 da F1. Os times também descartaram a possibilidade de pit-stops obrigatórios para o próximo ano

O peso mínimo dos carros para a temporada 2014 não vai sofrer qualquer alteração, apesar da preocupação de alguns pilotos e engenheiros. Após a reunião do Grupo de Estratégia, realizada nesta segunda-feira (9) em Paris, onde foi proposto o aumento do limite, a Ferrari, a Lotus e a Mercedes votaram contra a proposta, que precisaria de uma aprovação inânime para entrar em vigor. A informação é da BBC.

Havia a intenção de mudar o peso mínimo para acomodar melhor os pilotos mais altos e mais pesados, por conta da adoção do novo regulamento. Em 2013, a regra determinava a marca de 642 kg como peso mínimo, mas com a mudança dos motores no próximo ano – com os V6 turbo assumindo o lugar dos V8 – esse valor será aumentado para 690 kg.

Jenson Button é um dos pilotos mais altos do grid (Foto: Getty Images)

Em entrevista recente, Adrian Newey, projetista da Red Bull, manifestou seu apoio ao aumento do limite. Jenson Button e Nico Hülkenberg, dois dos competidores mais altos do grid, também pediram a revisão da regra.

O encontro dos times também avaliou se existe de fato a necessidade de adotar a obrigatoriedade de dois pit-stops por corrida no ano que vem. A medida também não foi aceita. Seis das 11 escuderias do grid estiveram na reunião.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube