Ferrari planeja troca do motor e força Sainz largar do fim do grid no GP da Turquia

A Ferrari decidiu fazer a troca do motor do carro #55 no GP da Turquia e, por isso, Carlos Sainz vai largar do fim do grid

Depois de estrear a quarta unidade de força com Charles Leclerc no GP da Rússia – desta vez o novo motor prometido desde as férias -, a Ferrari decidiu por também fazer a troca no carro #55 de Carlos Sainz Jr. no GP da Turquia, próxima etapa do campeonato. Com isso, o espanhol vai largar do fim do grid no Istanbul Park, mas a equipe de Maranello espera que o ganho de potência desse novo motor possa ajudá-lo a fazer prova segura de recuperação.

A modificação para a Turquia já vinha sendo programada pela escuderia, para ambos os pilotos. No entanto, após o monegasco perder uma unidade de potência saudável no GP da Hungria, em que foi abalroado por Lance Stroll ainda na largada, a equipe decidiu por antecipar a troca. Agora, é a vez de Sainz, que vem de uma incrível corrida em Sóchi, onde conquistou seu terceiro pódio na temporada.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Carlos Sainz conquistou o terceiro pódio do ano ao finalizar o GP da Rússia na terceira posição (Foto: Ferrari)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Räikkönen tem “última dança” merecida com melhor resultado do ano na Rússia

Vale lembrar que a F1 agiu para conter gastos por conta da pandemia do novo coronavírus e, em 2020, os motores foram homologados sem chance de evolução logo antes do campeonato; em 2021, entretanto, todas as fornecedoras tinham o direito de fazer uma mudança em cada componente da unidade de força ao longo do ano. A maioria das fornecedoras escolheu o começo do ano, mas a Ferrari disse recentemente que, apesar de todas as dificuldades históricas que passou no ano passado, ainda tem partes de 2020 no motor.

“Traremos evoluções da unidade de força. Apenas para esclarecer as regras de 2021: você pode ter uma unidade de força totalmente nova. Significa que é possível trazer atualizações em todos os componentes da unidade de força – turbo, motor de combustão, baterias…”, afirmou Mattia Binotto, chefe de equipe da Ferrari.

“Mas o que fizemos no começo da temporada não foi trazer tudo novo, ainda temos coisas do motor do ano passado. E teremos evoluções deles, então, acho, será um passo importante para a parte final da temporada”, concluiu.

A mudança também é interessante para 2022, já que a Ferrari desenvolve o chamado motor ‘Superfast’, evolução comandada pelo engenheiro de estudos avançados Wolf Zimmermann, e revisado pela equipe liderada por Enrico Gualtieri. Seu design não terá turbo e compressor separados, como fizeram a Mercedes e a Honda (a Renault também se adaptará a essa solução), mas permanecerá unida como antes. No entanto, terá inovações: um novo coletor que permitirá ter um seis cilindros especialmente baixo e compacto favorecendo a aerodinâmica.

O nome ‘Superfast’ seria justificado por uma câmara de combustão capaz de uma fase de explosão com tempos de ignição muito rápidos. Além disso, estão sendo estudados dutos de admissão inéditos capazes de criar movimentos turbulentos que irão favorecer a velocidade de propagação da chama, dando mais homogeneidade à mistura ar-combustível e à fase de estouro.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar