Ferrari prega calma após abandono de Alonso em Suzuka e diz que vai lutar até linha de chegada no Brasil

A Ferrari ressaltou que não há motivos para desespero depois do abandono de Fernando Alonso em Suzuka e disse que o momento é de calma, para tentar desenvolver o máximo possível a F2012 para reta final da temporada

 

A Ferrari continua tentando minimizar o prejuízo causado pelo abandono de Fernando Alonso em Suzuka, na prova disputada no último domingo (7), principalmente do ponto de vista da luta pelo título de 2012 da F1. Com o incidente da largada e a vitória de Sebastian Vettel, o espanhol viu a liderança no campeonato cair de 29 para apenas quatro pontos. Por outro lado, a equipe italiana, que falou também em mistura de emoções com relação à prova japonesa, celebrou o pódio conquistado por Felipe Massa. 

"Felipe fez uma corrida fantástica, poupando pneus e sabendo lidar muito bem com eles na primeira parte da corrida, o que o deixou longe de Jenson Button e Kamui Kobayashi. Foi por pouco que não tivemos de fazer três paradas, mas ele conseguiu se manter na pista com apenas duas. Foi incrível, e isso produziu um grande resultado. Com a Fernando, a emoção foi completamente  oposta, porque nunca é bom ver um dos nossos carros fora da corrida já na primeira curva", explicou Pat Fry, diretor-técnico da esquadra vermelha.

Alonso rodou e abandonou a corrida em Suzuka ainda na primeira volta (Foto: Divulgação)

Ainda assim, o engenheiro afirmou que a equipe deixou o passado para trás e que todo o time está concentrado em desenvolver da melhor forma possível a F2012 para a reta final da temporada. "Nosso ritmo de corrida em Suzuka foi um pouco melhor do que na classificação, em que Fernando não teve sorte com as bandeiras amarelas. Mas acho que atualmente estamos mais perto da McLaren, embora ainda exista uma lacuna para a Red Bull, por isso temos de continuar a trabalhar arduamente no desenvolvimento do carro", afirmou Fry.

"Quando você tem nas mãos um carro constante, você pode também assumir alguns riscos e é por isso que teremos algumas atualizações ainda na Coreia, além de mudanças significativas para as próximas corridas", completou.

O dirigente ferrarista também ressaltou que o momento é de calma. "No geral, nessas últimas cinco corridas, precisamos é manter a calma e garantir que tudo funcione sem problemas. Há mais por vir, mesmo que tenhamos um caminho difícil a percorrer para buscar a recuperação. Nós nunca vamos desistir e vamos tentar tudo até a linha de chegada no Brasil", acrescentou.

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube