F1

Ferrari se impõe com Räikkönen e fecha sexta-feira de treinos na frente da Mercedes no Canadá. Massa é sexto

A Ferrari deu o troco na Mercedes no treino da tarde em Montreal e fechou o primeiro dia de trabalho no fim de semana com o melhor tempo. Kimi Räikkönen marcou 1min12s935 e bateu Lewis Hamilton por 0s215. Sebastian Vettel foi o terceiro

Warm Up / FERNANDO SILVA, de Sumaré

A Ferrari conseguiu dar o troco na Mercedes e fechou com o melhor tempo a sexta-feira (9) de treinos livres do GP do Canadá. Na segunda sessão do dia, nesta tarde, Kimi Räikkönen marcou 1min12s935 com pneus ultramacios e bateu Lewis Hamilton por 0s215. Sebastian Vettel fechou o rol dos três primeiros, enquanto Felipe Massa garantiu a sexta marca, logo à frente de Fernando Alonso.

Ao longo da tarde, Ferrari e Mercedes conseguiram equilibrar as forças, com as duas equipes muito próximas, o que mostra um cenário ainda inconclusivo para a corrida de domingo. Valtteri Bottas ficou um pouco mais atrás dos ponteiros e fechou em quarto, enquanto Max Verstappen conseguiu colocar a Red Bull como a melhor do resto, logo à frente de Massa. Aí veio Alonso para novamente tirar 'leite de pedra' e, depois de enfrentar uma série de problemas pela manhã e demorar para sair dos boxes à tarde, ainda marcou a sétima melhor marca desta sexta-feira.
Kimi Räikkönen fechou a sexta-feira como o mais rápido em Montreal (Foto: F1/Twitter)
A F1 retorna à pista em Montreal na manhã deste sábado com a disputa do terceiro treino livre a partir de 11h (horário de Brasília). A definição do grid de largada acontece às 14h. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

Saiba como foi o segundo treino livre do GP do Canadá de F1

A Ferrari deu as cartas no início do segundo treino em Montreal e apareceu na frente da tabela de tempos com seus dois pilotos nos primeiros 15 minutos de sessão. Räikkönen chegou a ser mais rápido que Vettel e anotou 1min13s990 com pneus supermacios, A Force India voltou a mostrar bom trabalho, mas andou ligeiramente atrás da Red Bull. Carlos Sainz, da Toro Rosso, foi o primeiro a abrir os trabalhos depois dos problemas enfrentados pela manhã. Mas Fernando Alonso continuava nos boxes enquanto a McLaren trabalhava no seu carro.

Os primeiros tempos dos pilotos da Mercedes só vieram depois dos 15 minutos de sessão. Bottas deixou os boxes com pneus macios e sentiu a falta de aderência da pista, de modo a passar reto antes da última curva da pista canadense, mas em seguida fez um grande tempo: 1min14s079, apenas 0s089 atrás da marca de Kimi. Hamilton, com os supermacios, nem fazia força para se colocar na liderança pouco depois. Ou seja, a Mercedes indicava estar bem à frente da Ferrari. Massa figurava em décimo.

Antes do fim da primeira meia hora de treino, a Ferrari já liberou Vettel à pista com os pneus ultramacios. Assim, o alemão não teve dificuldades para retomar a liderança da sessão ao marcar 1min13s744. Mas o tetracampeão melhorou muito a sua marca e chegou a 1min13s200 em uma boa sequência de voltas rápidas. Räikkönen não deixou por menos e foi o primeiro a romper a barreira de 1min13s com 1min12s935. Mas só até que as Mercedes voltassem à pista com os ultramacios.
Felipe Massa conseguiu tirar um bom desempenho da sua Williams à tarde (Foto: Williams/F1)
Bottas e Hamilton encostaram nos tempos da dupla da Ferrari, que estava nos boxes. Lewis alcançou 1min13s150 e ficou a 0s215 da marca de Räikkönen. Bottas aparecia em quarto, seguido por Massa. Por sua vez, Romain Grosjean não se acertava com o asfalto sujo e rodava. Pouco depois, Max Verstappen superava o brasileiro e assumia a qiunta posição com um tempo 0s453 inferior ao de Räikkönen: 1min13s388.

Com quase uma hora de treino, sob os olhares não muito contentes de Zak Brown, Alonso entrava no carro em mais um esforço hercúleo. A atenção do chefe foi desviada para a tela da TV justamente porque o outro carro da equipe, o de Stoffel Vandoorne, apareceu rodando na última chicane. Foi um erro típico de novato: o belga freou tarde na curva, pegou a zebra alta e se viu ao contrário. Ao menos, não parou no Muro dos Campeões.
Stoffel Vandoorne também rodou no TL2 em Montreal (Foto: Twitter/Reprodução)
Outro que rodou também foi Bottas, mas no contorno da curva 1. Sem controle, o carro da Mercedes cavalgou na grama da parte interna da curva 2 e jogou sujeira para a pista. Vettel, que vinha logo atrás, se viu obrigado a cortar caminho e evitar a região. Duas voltas depois, eis que Vettel, invejoso, também se perdeu, só que na curva 6.

Na sequência, Max Verstappen provocou a única bandeira vermelha da sessão com o estouro lento do motor Renault/Tag Heuer entre as curvas 6 e 7. O carro estacionado na pista fez com que os fiscais tivessem de empurrá-lo até um local propício no miolo do parque onde se localiza o circuito. Como o dia não estava fácil para ninguém, um dos cinco auxiliares acabou tropeçando.

O treino foi retomado quando restavam perto de dez minutos para o fim e contou com quase todos os carros na pista. Mas não houve nenhuma mudança significativa na ordem dos tempos entre os primeiros colocados. Assim, a sexta-feira em Montreal finalizou com Räikkönen na ponta, seguido por Hamilton e Vettel fechando o top-3. No fim, Alonso tirou novamente um coelho da cartola e conseguiu se superar ao colocar a McLaren em sétimo lugar.



F1 2017, GP do Canadá, Montreal, TL2, final:

1   7 Kimi RÄIKKÖNEN FIN Ferrari 1:12.935   41
2   44 Lewis HAMILTON ING Mercedes 1:13.150 +0.215 41
3   5 Sebastian VETTEL ALE Ferrari 1:13.200 +0.265 41
4   77 Valtteri BOTTAS FIN Mercedes 1:13.310 +0.375 42
5   33 Max VERSTAPPEN HOL Red Bull Tag Heuer 1:13.388 +0.453 25
6   19 Felipe MASSA BRA Williams Mercedes 1:14.063 +1.128 38
7   14 Fernando ALONSO ESP McLaren Honda 1:14.245 +1.310 19
8   31 Esteban OCON FRA Force India Mercedes 1:14.299 +1.364 46
9   26 Daniil KVYAT RUS Toro Rosso Renault 1:14.461 +1.526 38
10   11 Sergio PÉREZ MEX Force India Mercedes 1:14.501 +1.566 41
11   8 Romain GROSJEAN FRA Haas Ferrari 1:14.566 +1.631 33
12   27 Nico HÜLKENBERG ALE Renault 1:14.604 +1.669 38
13   55 Carlos SAINZ JR ESP Toro Rosso Renault 1:14.621 +1.686 43
14   20 Kevin MAGNUSSEN DIN Haas Ferrari 1:14.676 +1.741 35
15   3 Daniel RICCIARDO AUS Red Bull Tag Heuer 1:15.072 +2.137 8
16   30 Jolyon PALMER ING Renault 1:15.127 +2.192 40
17   18 Lance STROLL CAN Williams Mercedes 1:15.240 +2.305 40
18   9 Marcus ERICSSON SUE Sauber Ferrari 1:15.611 +2.676 31
19   2 Stoffel VANDOORNE BEL McLaren Honda 1:15.624 +2.689 20
20   94 Pascal WEHRLEIN ALE Sauber Ferrari 1:16.308 +3.373 31
          Tempo 107% 1:18.040 +5.105  

A NOVA F1 SE APROXIMA MAIS DA INDY. E ÁUDIO EM MÔNACO É PROVA