Chefe da Ferrari vê Leclerc como “verdadeiro líder” e crê: “Será mais forte no futuro”

Mattia Binotto rasgou elogios a Charles Leclerc e ressaltou a evolução alcançada pelo piloto monegasco, sobretudo na última temporada, diante das muitas dificuldades sofridas pela Ferrari com a falta de desempenho da SF1000

Com apenas 23 anos, Charles Leclerc já é visto pela Ferrari como um “verdadeiro líder”. Dono de duas temporadas de experiência pela equipe de Maranello, com duas vitórias e sete poles no currículo, o monegasco conseguiu desbancar Sebastian Vettel, que deixou a escuderia ao fim do ano passado para se mudar para a Aston Martin, e hoje tem um prestígio muito grande. Prova disso são as palavras bastante elogiosas do chefe do time italiano, o ítalo-suíço Mattia Binotto.

Em entrevista veiculada pelo site oficial da Fórmula 1, o engenheiro rasgou elogios ao dono do carro #16 da Ferrari. “Leclerc é um verdadeiro líder”.

“Ele é muito empático. Entende quando é a hora de incentivar a equipe, quando é a hora de trabalhar, quando é o momento de realmente melhorar. Ele está ciente que os resultados do futuro também dependem de alguma forma da sua contribuição”, ressaltou.

Charles Leclerc está cheio de moral com a Ferrari (Foto: Ferrari)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Na visão de Binotto, Charles é hoje uma peça fundamental na engrenagem da Ferrari, ainda mais agora que a equipe já não conta mais com a experiência de Vettel. O monegasco tem Carlos Sainz como novo companheiro de equipe a partir deste ano.

“Eu acho que ele é realmente um líder nisso tudo. Ele se desenvolveu muito na última temporada, não apenas como piloto. Leclerc vai ser um piloto ainda mais forte no futuro”, disse.

Leclerc, em que pese todos os problemas de performance da Ferrari, sobretudo do motor, conseguiu sobressair e ser um dos melhores pilotos da temporada passada, tendo conquistado dois pódios: o segundo lugar no GP da Áustria e o terceiro lugar no GP da Inglaterra. Binotto entende que o jovem cresceu muito, já é bom e vai ser ainda melhor nos próximos anos.

“No geral, acho que foi uma temporada importante para ele. Foi muito difícil do ponto de vista da competitividade do nosso carro, mas acredito que, em termos de pilotagem da equipe, ele está se desenvolvendo”, salientou.

“Acho que Charles não precisa provar o quão rápido ele é. Todos nós sabemos o quão bom ele é na classificação, na corrida e em condições difíceis. Ele se saiu muito bem nesse sentido. Ele aprendeu a administrar bem os pneus, na pilotagem e no seu talento. Ele já é um piloto muito forte agora, vai ser ainda mais no futuro e certamente o será em 2021”, finalizou o chefe da Ferrari.

No fim do ano passado, quando Sainz fez sua primeira visita à Ferrari, Binotto afirmou que os dois pilotos da equipe vão ter as mesmas condições de competitividade em 2021.

“Não há nada escrito no contrato de Charles que indique ser líder da equipe. Acho que os dois estarão livres para brigar na pista. É importante que não danifiquem os carros, isso é claro, mas terão oportunidades iguais, certamente no início da temporada”, disse em dezembro.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube