Ferrari vê “resultados longe das expectativas” e promete: “Trabalhando nisso”

Ferrari conseguiu apenas um pódio na temporada 2023 da Fórmula 1 com Charles Leclerc, no GP do Azerbaijão, o que é um desempenho "longe das expectativas" para o chefe da equipe, Frédéric Vasseur. SF-23 receberá atualizações para o GP da Espanha

A temporada 2023 da Fórmula 1 chegou a sua sexta etapa no GP de Mônaco, realizado no último domingo (28), e com um cenário praticamente desenhado entre as principais equipes: a Red Bull é que a que tem dominado o grid, a Aston Martin é a grande surpresa, a Mercedes ainda tem patinado para resolver os problemas do W14 e, por fim, a Ferrari é a grande decepção. Até mesmo o chefe da escuderia de Maranello, Frédéric Vasseur, reconheceu isso em entrevista à emissora britânica BBC.

Até o momento, a escuderia italiana conquistou apenas um pódio na temporada: com o terceiro lugar de Charles Leclerc, no GP do Azerbaijão, há um mês. O desempenho contrasta diretamente com o de 2022, quando a Ferrari se estabeleceu como a principal rival dos taurinos. De acordo com Vasseur, os resultados deste ano “estão longe das expectativas” e ele espera que “a equipe dê um passo à frente” com as atualizações que serão feitas para o GP da Espanha, no próximo fim de semana.

Relacionadas


“Ninguém pode dizer que não tivemos ritmo em Mônaco. Fomos terceiro na classificação e a menos de 0s1 da primeira fila. Não foi um desastre. Cometemos alguns erros no fim de semana, mas dizer que o ritmo não estava lá, acho um pouco exagerado”, ainda disse o engenheiro francês.

“É verdade que até agora temos tido dificuldades em termos de consistência durante os stints longos. Estamos tentando desenvolver o carro. Pode ser mecânico ou aerodinâmico. Estamos trabalhando nisso”, completou.

Charles Leclerc é o único, até o momento, a conseguir um pódio para a Ferrari em 2023 (Foto: Ferrari)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Vasseur também se mostrou satisfeito com a briga pela pole-position no circuito de Monte Carlo, mas chamou de “erro grave” a punição dada a Leclerc por atrapalhar a volta rápida de Lando Norris no Q3. O chefe da Ferrari não culpou o monegasco, já que a equipe deveria tê-lo avisado sobre a tentativa do piloto britânico, mas também afirmou que “não foi apenas uma questão de comunicação, provavelmente foi falta de concentração”.

Com o resultado no GP de Mônaco, a Ferrari continua na quarta colocação do Mundial de Construtores com 90 pontos, sendo 29 de diferença para Mercedes e 30 para a Aston Martin, que ocupam a segunda e a terceira posições, respectivamente. Por sua vez, Carlos Sainz e Leclerc seguem em sexto e sétimo, respectivamente, no Mundial de Pilotos.

A etapa seguinte da Fórmula 1 acontece já no próximo fim de semana, com o GP da Espanha programado para ser realizado entre os dias 2 e 4 de junho. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento.

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.