F1

FIA anuncia calendário oficial da temporada 2017 da F1 com GP do Brasil garantido e sem conflito com Le Mans

O Conselho Mundial do Esporte a Motor definiu nesta quarta-feira (30), em Viena, o calendário da temporada 2017 do Mundial de F1. O campeonato tem 20 datas definidas, tendo como principais mudanças a transferência do GP do Azerbaijão para 25 de junho, evitando conflito com as 24 Horas de Le Mans e a confirmação do GP do Brasil e do GP do Canadá, que perderam o asterisco

Warm Up / FERNANDO SILVA, de Sumaré / GABRIEL CURTY, de São Paulo
A FIA (Federação Internacional de Automobilismo) anunciou nesta quarta-feira (30), após reunião do Conselho Mundial do Esporte a Motor, em Viena, o calendário oficial para a próxima temporada. A grande novidade é o sumiço do asterisco no GP do Brasil e no GP do Canadá, agora totalmente certos para 2017. A outra mudança envolve o GP do Azerbaijão do dia 18 para 25 de junho. Assim, dissolve-se o polêmico conflito com as 24 Horas de Le Mans, sugerido no calendário provisório, o que pode atrair pilotos do grid para disputar a icônica prova de endurance em Sarthe. 
 
Segundo a revista britânica ‘Autosport’, a condição da corrida em Interlagos estava indefinida porque Bernie Ecclestone, dirigente máximo do esporte, requisitou mais tempo à entidade que regula a F1 para buscar um acordo definitivo com a prova brasileira. As negociações foram feitas em conjunto com o governo federal, uma vez que a nova gestão municipal de São Paulo, chefiada pelo prefeito eleito João Doria, sinalizou que não pretende mais investir dinheiro público no evento.
 
O promotor do evento, Tamas Rohonyi, acredita que o contrato em vigor com a FOM (Formula One Management) será cumprido até 2020, em que pese os problemas financeiros e os prejuízos recentes com a organização do GP do Brasil.
O GP do Brasil está oficialmente garantido no calendário da F1 em 2017 (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
A temporada 2017, que promete grandes mudanças com a adoção do novo regulamento técnico, vai começar mesmo no dia 26 de março com a disputa do GP da Austrália, em Melbourne. Duas semanas depois, acontece o GP da China, em Xangai, e em outros 15 dias, o GP do Bahrein. O GP da Rússia será disputado em 30 de abril no Parque Olímpico de Sóchi.
 
A F1 terá duas corridas em maio: o GP da Espanha, no dia 14, e o clássico GP de Mônaco, no último domingo do mês, tradicionalmente coincidindo com as 500 Milhas de Indianápolis. O GP do Canadá foi mantido em 11 de junho, mas com o cancelamento do GP da Alemanha, outras datas foram alocadas para evitar um espaço muito grande de tempo entre as etapas.
 
Desta forma, o GP do Azerbaijão, nas ruas de Baku, vai ser disputado em 25 de junho, fazendo cair por terra o conflito de datas com Le Mans, que vai ser realizado uma semana antes. 
 
Diferente deste ano, quando julho teve quatro corridas em cinco finais de semana, o calendário será mais tranquilo no ano que vem, com três provas neste mês. A começar com o GP da Áustria, no dia 9. O GP da Inglaterra está marcado para 16 de julho, no mesmo final de semana da primeira etapa da F-E em Nova York e também das finais do Grand Slam de Wimbledon, em Londres. O GP da Hungria, que fecha o primeiro semestre da temporada, terá largada no último domingo do mês.
O GP do Azerbaijão não vai mais entrar em conflito com as 24 Horas de Le Mans (Foto: Mercedes)
Quatro semanas depois, após o período de férias e pausa no verão europeu, a F1 volta à ativa com o tradicional GP da Bélgica, em 27 de agosto. Na semana seguinte, a Itália volta a receber uma das mais icônicas provas do campeonato, em Monza. 15 dias depois, será a vez de as ruas de Marina Bay para receber o noturno GP de Cingapura.
 
Outubro será o mês mais intenso para a F1 em 2017, com nada menos que quatro corridas: o GP da Malásia será disputado no dia 1º, com o GP do Japão acontecendo uma semana depois. No dia 22, Austin recebe novamente o GP dos Estados Unidos, enquanto o México vai sediar a 18ª etapa do Mundial no dia 29.
 
Novembro traz o GP do Brasil, marcado para o dia 12. O GP de Abu Dhabi está listado para fechar a temporada em 26 de novembro, em Yas Marina.

F1, temporada 2017, calendário oficial: 

1 26 de março GP DA AUSTRÁLIA MELBOURNE
2 9 de abril GP DA CHINA XANGAI
3 16 de abril GP DO BAHREIN SAKHIR
4 30 de abril GP DA RÚSSIA SÓCHI
5 14 de maio GP DA ESPANHA BARCELONA
6 28 de maio GP DE MÔNACO MONTE CARLO
7 11 de junho GP DO CANADÁ MONTREAL
8 25 de junho GP DO AZERBAIJÃO BAKU
9 9 de julho GP DA ÁUSTRIA RED BULL RING
10 16 de julho GP DA INGLATERRA SILVERSTONE
11 30 de julho GP DA HUNGRIA HUNGARORING
12 27 de agosto GP DA BÉLGICA SPA-FRANCORCHAMPS
13 3 de setembro GP DA ITÁLIA MONZA
14 17 de setembro GP DE CINGAPURA MARINA BAY
15 1º de outubro GP DA MALÁSIA SEPANG
16 8 de outubro GP DO JAPÃO SUZUKA
17 22 de outubro GP DOS ESTADOS UNIDOS AUSTIN
18 29 de outubro GP DO MÉXICO HERMANOS RODRÍGUEZ
19 12 de novembro GP DO BRASIL  INTERLAGOS
20 26 de novembro GP DE ABU DHABI YAS MARINA