FIA anuncia medidas para solucionar problemas de segurança em Interlagos, mas confirma GP do Brasil de 2018

A última reunião anual do Conselho Mundial de Automobilismo, da FIA, aconteceu nesta quarta-feira (6) e definiu o calendário oficial do Mundial de F1 para 2018. Entre as provas garantidas está o GP do Brasil, apesar de toda a questão de segurança. A FIA, no entanto, divulgou algumas providências para voltar ao autódromo de Interlagos

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

A FIA se reuniu pela última vez no ano e traçou algumas estratégias e novos planos para a temporada vindoura. Com a definição do calendário oficial do Mundial de F1, havia uma grande dúvida sobre o que seria dito com relação ao GP do Brasil após os problemas de segurança que assolaram a edição 2017 da corrida e fizeram com que a Pirelli cancelasse um teste que realizaria nos dias subsequentes. E, de fato, o órgão máximo do automobilismo internacional teve o que falar sobre o Brasil, mas confirmou a corrida para mais uma edição em 2018.

 
De acordo com a FIA, houve um pedido para que o Liberty Media – dono dos direitos comerciais da categoria – fornecesse todas as informações e, na sequência, que exigisse dos promotores locais – A Interpub, empresa de Tamas Rohonyi – que entrasse em contato com especialistas em segurança de grandes eventos e tomasse algumas outras providências: como, por exemplo, um posto policial dentro de Interlagos durante os dias em que a F1 lá estiver.
O Conselho Mundial recebeu um relatório com as informações sobre os problemas de segurança que ocorreram no GP do Brasil deste ano, algo que foi exigido aos detentores dos direitos comerciais pela FIA", explicou. "Após receber o relatório, os donos dos direitos comerciais, que são responsáveis pela segurança do evento, contrataram um especialista em segurança para avaliar, aconselhar e implementar um ponto de checagem da polícia no circuito para melhorar a comunicação entre o promotor, a polícia e os acionistas da F1", acrescentou. 
 
"O Conselho Mundial recomendou fortemente que os promotores implementassem essas recomendações e melhorassem a situação próximo ao evento do ano que vem. A FIA irá se oferecer para participar das discussões com as autoridades locais e monitorar de perto a situação", encerrou.
A largada do GP do Brasil de F1 (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
"Se desta vez o GP do Brasil não carrega qualquer asterisco com seu nome, o mesmo não pode ser dito do GP dos Estados Unidos. Não há uma explicação elaborada sobre o motivo da etapa de Austin estar novamente sendo colocada em dúvida, especialmente porque nos últimos dois anos – após as dificuldades de 2015 por causa de fortes chuvas no fim de semana – o autódromo apostou em shows com atrações extremamente populares anexados às corridas – Taylor Swift em 2016 e Justin Timberlake com Stevie Wonder em 2017 – e conseguiu encher as arquibancadas.
 
O calendário começa no dia 25 de março, com o GP da Austrália, e termina em 25 de novembro com o GP de Abu Dhabi. São 21 etapas ao todo, com a inclusão dos GPs da França – em Paul Ricard – e da Alemanha – em Hockenheim. A Alemanha atualmente participa do calendário de dois em dois anos, enquanto a França volta à F1 após 12 anos de ausência. A corrida que deixa o calendário é o GP da Malásia, já que os promotores da corrida decidiram não renovar o contrato com a F1.
 
As trocas de datas dentro do calendário estão entre Bahrein e China, agora respectivamente segunda e terceira etapas do Mundial, enquanto o GP do Azerbaijão se muda do fim de junho para o fim de abril – em vez de ser a oitava etapa do campeonato será a quarta. É a França quem substitui Baku como corrida final de junho. A Hungria, como tradicionalmente acontece, será a última etapa antes das férias de verão.

F1, Calendário, Temporada 2018

25/3 GP da Austrália Melbourne
8/4 GP da China Xangai
15/4 GP do Bahrein Sakhir
29/4 GP do Azerbaijão Baku
13/5 GP da Espanha Barcelona
27/5 GP de Mônaco Monte Carlo
10/6 GP do Canadá Montreal
24/6 GP da França Paul Ricard
1/7 GP da Áustria Red Bull Ring
8/7 GP da Inglaterra Silverstone
22/7 GP da Alemanha Hockenheim
29/7 GP da Hungria Hungaroring
26/8 GP da Bélgica Spa-Francorchamps
2/9 GP da Itália Monza
16/9 GP de Singapura Marina Bay
30/9 GP da Rússia Sóchi
7/10 GP do Japão Suzuka
21/10 GP dos EUA Austin*
28/10 GP do México Hermanos Rodríguez
11/11 GP do Brasil Interlagos
25/11 GP de Abu Dhabi Yas Marina

FALTA DE HONESTIDADE

PERDA DE ETAPA DA FÓRMULA E É DESASTROSA PARA SÃO PAULO

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube