FIA deve adotar postura mais liberal e tende a punir menos a partir do GP da Áustria, diz revista britânica

Segundo a revista Autosport, a entidade máxima do automobilismo vai mudar de postura a partir do GP da Áustria. Os toques e acidentes não devem ser mais todos julgados pelos comissários, o que vai diminuir o número de punições na F1

A FIA vai mudar de postura em relação às disputas dos pilotos a partir do GP da Áustria. A partir de agora, segundo a revista Autosport, a entidade não deve mais julgar todo e qualquer contato que aconteça na pista.
 
Charlie Whiting informou que, para a corrida do próximo final de semana, os comissários estão instruídos para tomarem suas decisões sozinhos. Para que a punição seja aplicada a algum piloto, ela vai ter de sair do de comissários.
Charlie Whiting quer ver mais disputas na F1 e menos punições (Fot: Getty Images)
Também foi esclarecido que os comissários serão chamados para julgarem apenas situações em que os pilotos pudessem evitar o choque.
 
A medida da FIA vem após reclamações formais de equipes e pilotos. Além disto, a entidade garante que também pensa no espetáculo e nos aficionados pela F1, possibilitando mais disputas e, consequentemente, ultrapassagens. 
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube