FIA diz que halo funcionou e promete investigação completa do acidente de Grosjean

Michael Masi destacou o sucesso de halo e célula de sobrevivência e falou que a investigação completa vai entender carro e circuito

O diretor-técnico da FIA, Michael Masi, destacou o trabalho da equipe médica e o sucesso do halo no acidente assustador de Romain Grosjean na largada do GP do Bahrein deste domingo (29). Ainda garantiu que o haverá investigação completa do acidente.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Masi deu os créditos do sucesso da operação para os membros do carro-médico: Alan van der Merwe, piloto do carro, e Ian Roberts, médico responsável. Exaltou ainda o sucesso dos procedimentos, halo e célula de segurança.

“O crédito tem de ir para onde o crédito deve ir: Ian [Roberts] e Alan [van der Merwe]. Os processos que temos com o carro médico atrás do pelotão. Os fiscais chegaram rapidamente, a velocidade de todo o processo foi graças a Ian e Alan”, disse.

As labaredas de fogo imediatamente após o acidente. (Foto: AFP)

“Vamos passar por uma investigação completa de tudo que podemos aprender do ponto de vista dos carros e da perspectiva dos circuitos. A célula de sobrevivência fez o que deveria ter feito e manteve o piloto intacto. O halo também fez seu trabalho”, finalizou.

Grosjean passará a noite no hospital na capital barenita, Manama, por conta das queimaduras nas mãos e no tornozelo, mas não tem fraturas ou lesões graves.

A Fórmula 1 retorna já na semana que vem, direto do mesmo autódromo de Sakhir. A pista, entretanto, será diferente: no veloz anel externo.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube