FIA e Fórmula 1 determinam períodos mais longos de safety-car para aumentar segurança

Por conta do incidente no GP da Emília-Romanha, quando retardatários foram liberados com fiscais trabalhando na pista, a FIA e a Fórmula 1 modificaram o sistema do safety-car nas corridas

O GP da Emília-Romanha foi no início de novembro, mas segue repercutindo na Fórmula 1. Na ocasião, o safety-car entrou na pista enquanto os carros de Max Verstappen e George Russell eram retirados em diferentes pontos da pista de Ímola. O problema é que alguns pilotos foram autorizados a tirar a volta de desvantagem para o líder, mas fiscais ainda estavam trabalhando.

Após a liberação, os pilotos aceleraram na pista italiana e passaram próximos dos fiscais. Sebastian Vettel foi um dos pilotos que mais criticou a atitude dos comissários da Fórmula 1. Agora, Michael Masi, diretor de provas, decidiu reformular o sistema durante o safety-car.

“Nós já mudamos os processos em como vamos lidar com carros tirando a volta do líder, após discussões com pilotos e dirigentes das equipes. Mas eu os alertei de que essas situações podem causar uma volta ou duas a mais com o safety-car”, afirmou Masi ao site RaceFans.

Siga o GRANDE PRÊMIO nas redes sociais:
YouTube | Facebook | Twitter Instagram | Pinterest | Twitch | DailyMotion

Lance Stroll passou voando pelos fiscais de pista (Foto: Reprodução)

“Essa é apenas uma das parte que todo mundo aceitou. Tivemos uma boa discussão com os chefes de equipe na quinta-feira na Turquia e depois, na sexta-feira, com os pilotos. No momento, do jeito que o regulamento está, é mais um processo de como executar”, prosseguiu.

Após o incidente em Ímola, Masi passou por outra situação que envolvia os pilotos e falta de segurança, quando liberou o Q2 da classificação com um trator retirando o carro de Nicholas Latifi. Após o treino, o diretor de provas disse que “estaria mentindo se dissesse que foi a situação ideal”.

“Como era uma volta de aquecimento, nós colocamos bandeiras amarelas naquela zona, não apenas na curva 8, para ampliar os avisos. E, como eu disse, como era uma volta de aquecimento, não havia necessidade dos pilotos acelerarem”, pontuou.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube