carregando
F1

FIA garante que ultrapassagem de Vettel sobre Vergne no GP do Brasil foi legítima, diz revista

Segundo o site da revista britânica ‘Autosport’, fontes ligadas à FIA garantiram que não haverá qualquer tipo de punição a Sebastian Vettel por sua manobra no GP do Brasil, no último domingo

Warm Up / Redação GP, de Sumaré

A FIA (Federação Internacional de Automobilismo) afirma que não há dúvidas sobre a legitimidade da ultrapassagem feita por Sebastian Vettel em cima de Jean-Éric Vergne na quarta volta do GP do Brasil. Desde o fim da corrida que marcou a decisão pelo título da temporada 2012, em Interlagos, se discute a legalidade da manobra, uma vez que supostamente esta aconteceu em um trecho sinalizado com bandeira amarela pouco depois da saída da curva do Sol.

Segundo a FIA, não há razões para contestar o resultado de Vettel no Brasil (Foto: Bruno Terena/Grande Prêmio)

Segundo o site da revista britânica ‘Autosport’, fontes ligadas à FIA garantiram que não haverá qualquer tipo de punição a Vettel por sua manobra no GP do Brasil, onde terminou em sexto lugar, garantindo assim seu terceiro título consecutivo na F1.

De acordo com a publicação, a Ferrari, equipe do vice-campeão Fernando Alonso, reviu as imagens do vídeo que mostra Vettel ultrapassando Vergne sob bandeira amarela na volta 4. E na manhã desta quinta-feira (29), a escuderia de Maranello informou, via Twitter, que pediu à entidade esclarecimentos sobre a manobra do piloto da rival Red Bull.

Fontes da FIA afirmam que o trecho com bandeira amarela foi sinalizado por um painel luminoso antes da curva 3, por um fiscal no setor 3, e terminava 150 metros antes da curva 4, onde um painel de luz verde estava acionado. Entretanto, havia um fiscal entre esses dois painéis, e uma bandeira verde foi acenada por ele. Segundo o regulamento esportivo, se uma bandeira verde é exibida antes da luz verde, prevalece a primeira sinalização verde.

Dessa forma, a FIA entende que não há dúvidas a respeito do assunto, e que a ultrapassagem de Vettel em cima de Vergne foi absolutamente legal. A entidade deve dar um parecer oficial sobre o assunto ainda nesta quinta-feira.