FIA justifica presença da Pirelli em julgamento e encerra suspeita de quebra de contrato

Mark Howard, representante legal da FIA (Federação Internacional de Automoblismo) justificou a presença da Pirelli no julgamento do Tribunal Internacional e deixou claro que a marca italiana não está sendo acusada de quebrar seu contrato com a F1

Acompanhe a cobertura do julgamento no GRANDE PRÊMIO

Mark Howard, representante legal da FIA (Federação Internacional de Automobilismo), afirmou que a presença da Pirelli no julgamento realizado em Paris, sede da entidade, nesta quinta-feira (20) tem o objetivo de esclarecer as razões de as demais equipes da F1 não terem sido convidadas para acompanhar ou participar do teste realizado entre Mercedes e Pirelli na Espanha. 
 
Com a explicação do representante, ficou claro que fábrica de Milão não está sendo acusada de quebrar seu contrato com a F1.
Julgamento do teste entre Mercedes e Pirelli acontece nesta quinta (Foto: Getty Images)
“Nenhum dos outros competidores de 2013 foram convidados para participar do teste ou observar”, falou. “Nenhum dos outros competidores de 2013 estava ciente de que o teste aconteceria”, continuou. 
 
Howard explicou que Charlie Whiting, diretor de prova da F1, recebeu uma correspondência informal sobre a possibilidade teórica de testar com um carro de 2013, mas não foi informado de que o teste de Barcelona aconteceria. 
 
“Sem conhecimento, consentimento ou participação de outros competidores, Mercedes e Pirelli podem ter se envolvido em uma atividade que foi prejudicial a competição”, avaliou, acrescentando que o teste pode representar uma quebra no regulamento esportivo.
 
Por fim, o representante legal afirmou que a FIA acredita que a Mercedes tirou vantagem dos três dias de testes, realizados em Barcelona. 
 
“Rodar com o carro por três dias pelo menos informou a Mercedes que eles não precisam mudar os carros”, apontou. “Isso, em si, é uma informação válida.”
 
“Não está descartada a possibilidade de que algum defeito tenha ficado aparente nestes três dias de testes na pista e não pode ser seriamente sugerido que a Mercedes não buscaria uma solução para este problema”, ressaltou. “Nós diríamos que é difícil dizer que a Mercedes não obteve um benefício com o teste”, completou. 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube