FIA mantém decisão e descarta punir Verstappen por incidente com Hamilton em SP

Depois de convocar representantes de Mercedes e Red Bull, a direção de prova da FIA decidiu sobre a polêmica de Interlagos e manteve a não-punição a Max Verstappen

Todos os ângulos da polêmica disputa entre Max Verstappen e Lewis Hamilton no Brasil (Vídeo: Fórmula 1)

A FIA (Federação Internacional de Automobilismo) definiu o veredito definitivo do novo incidente entre Max Verstappen e Lewis Hamilton, ocorrido na volta 48 do GP de São Paulo de Fórmula 1, no último domingo (14). Em que pese todas as queixas de Toto Wolff, chefe da Mercedes, a direção de prova da entidade optou por manter o posicionamento adotado em Interlagos e livrou o holandês de qualquer punição.

Na ocasião, Verstappen ocupava o lado de dentro da pista à entrada da curva da Descida do Lago e tinha Hamilton bem próximo, do seu lado direito. Max espalhou o máximo possível e passou pela área de escape asfaltada naquele trecho. O heptacampeão, sem espaço, fez trajetória semelhante. Dez voltas depois, Lewis fez a ultrapassagem em cima do rival e partiu para uma vitória apoteótica.

O incidente foi anotado, até porque os dois pilotos excederam os limites de pista naquele posto, mas a direção de prova, capitaneada por Michael Masi, optou por não aplicar nenhum tipo de punição. A decisão enfureceu Toto Wolff, a ponto de o dirigente austríaco bradar: “Acabou a diplomacia”, frase dita logo depois do triunfo em Interlagos.

MAX VERSTAPPEN; LEWIS HAMILTON; GP DE SÃO PAULO;
Max Verstappen e Lewis Hamilton travaram, no Brasil, outra disputa polêmica em 2021 (Foto: Pirelli)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Uma amostra do fim desta chamada diplomacia pode ser entendida justamente com o pedido da Mercedes junto aos comissários da FIA, depois da divulgação das imagens da câmera onboard do carro #33 da Red Bull, para revisar o incidente ocorrido na disputa entre Hamilton e Verstappen no GP de São Paulo.

A equipe de Brackley tentou, de alguma forma, algum tipo de punição para o holandês. A reunião, que aconteceu às 11h (de Brasília, GMT-3) desta quinta-feira, por videoconferência, teve a presença de membros da Mercedes e da Red Bull, que apresentaram suas alegações antes de a FIA definir o desfecho da história.

“Nos termos do Artigo 14 do Código Esportivo Internacional da FIA [ISC], o pedido de revisão feito contra a decisão dos comissários só pode ser garantido se efetivamente demonstrar ‘que um significativo e relevante novo elemento foi descoberto e que não estava disponível para as partes visualizarem no momento da decisão tomada'”, diz o comunicado da FIA.

A entidade ainda diz que “os comissários geralmente tomam as decisões rapidamente e com uma limitada quantidade de informações”. A FIA ainda coloca que “no momento da decisão, os comissários possuíam informações suficientes para a decisão, algo que foi prontamente alinhado com os comentários pós-corrida de ambos os pilotos envolvidos”.

“Se eles [comissários] sentissem que a câmera onboard frontal era crucial para a decisão, teriam simplesmente deixado o incidente sob investigação — para punir ou não após a corrida. Mas eles não viram essa necessidade. A posição do competidor [Verstappen] nessa nova imagem dá informações suficientes para os comissários manterem a conclusão anterior”, pontua o comunicado.

“Entretanto, os comissários declaram que as imagens não mostram nada excepcional ou que seja particularmente diferente de outros ângulos disponíveis para eles naquele momento, nem mesmo algo que particularmente mude a decisão baseada nas imagens disponíveis”, finaliza a FIA.

A decisão, no fim das contas, coloca ainda mais pimenta na disputa entre Hamilton e Verstappen e, nos bastidores, na guerra entre Mercedes e Red Bull às vésperas da 20ª etapa da temporada, o GP do Catar.

Verstappen tem vantagem de 14 pontos para Hamilton no campeonato, mas caso o britânico vença as próximas duas corridas, os GPs do Catar e da Arábia Saudita, e Max termine as provas na segunda colocação, os dois chegariam à decisão do título, em Abu Dhabi, rigorosamente empatados em pontos, desde que nenhum deles conquiste a pontuação extra por volta mais rápida da corrida em Losail e Jedá, por exemplo. Para este GP do Catar, Hamilton e Verstappen estão praticamente empatados no favoritismo à vitória. Aqui há casas de apostas com bônus com as melhores boas-vindas para os apostadores de F1 e outros esportes.

 A Fórmula 1 acelera neste fim de semana com o debutante GP do Catar, que será disputado no circuito de Losail. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades de pista AO VIVO e em TEMPO REAL.

ACHAMOS OS DONOS DA BANDEIRA DE HAMILTON NO GP DE SP DE F1 | TT GP #39

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar