FIA negocia aumento na taxa de inscrição das equipes da F1 para próximo ano, segundo site

De acordo com o site da revista inglesa ‘Autosport’, a FIA negocia para aumentar o valor da taxa de inscrição de € 309 mil para € 500 mil já para 2013. E cada equipe ainda pagaria mais € 7 mil por cada ponto marcado no campeonato deste ano

As equipes de ponta da F1, Red Bull, Ferrari, McLaren, Lotus e Mercedes, podem sofrer um aumento considerável na taxa de inscrição para o campeonato da próxima temporada, informa o site da revista inglesa ‘Autosport’ nesta terça-feira (4).

Como parte do novo acordo de concórdia, a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) deseja receber mais dinheiro de Bernie Ecclestone, dos detentores dos direitos comerciais da categoria e das equipes já na próxima temporada. E uma das opões seria elevar a taxa de inscrição dos atuais € 309 mil (cerca de R$ 800 mil) para € 500 mil (pouco mais de R$ 1,2 milhão).

Equipes podem sofrer novo aumento nos custos na próxima temporada (Foto: McLaren)

Além disso, as equipes pagariam € 7 mil (quase R$ 18 mil) por cada ponto marcado no mundial do ano anterior, o que daria um acréscimo de alguns milhões nas contas da entidade. Um exemplo é a Red Bull, que pagaria € 2,4 milhões (pouco mais de R$ 6,1 milhões) no próximo ano (€ 1,9 milhão [R$ 4,8 milhões] pelos atuais 272 pontos mais a taxa de € 500 mil).

Segundo a publicação, a entidade quer usar o dinheiro extra para investir no esporte e em programas se segurança no trânsito pelo mundo. Mas as equipes teriam um aumento considerável nos custos na próxima temporada, o que não seria de bom para quem está tentando reduzir os valores ao máximo.

Sem declarações sobre o assunto, vários chefes de equipe desejam conversar com Jean Todt, presidente da entidade, e questioná-lo sobre o motivo do aumento e em que o dinheiro extra seria investido.

Grande Prêmio cobre 'in loco' neste fim de semana a 13ª etapa do Mundial de F1, o GP da Itália, direto de Monza, com Evelyn Guimarães.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube