F1

FIA reprova duas novas equipes no processo seletivo para grid da F1 nas temporadas 2016 e 2017, revela site inglês

Duas equipes passaram pelo processo seletivo da FIA para entrar no grid da F1 a partir de 2016, mas foram reprovadas por não atingir os critérios básicos do órgão máximo do automobilismo
Warm Up / Redação GP, do Rio de Janeiro
 Largada do GP da Hungria (Foto: AP)
Dois grupos tentaram se organizar para se tornarem equipes da F1 já em 2016, mas falharam em atingir os critérios exigidos pela FIA. Desta forma, realmente a Haas será a única escuderia estreante no Mundial no ano que vem.
 
A informação é da revista inglesa 'Autosport', que revelou que os grupos fizeram os requerimentos, mas a FIA não divulgou as identidades dos inscritos. Segundo o site, sabe-se apenas que não se trata da ART, líder com sobras a temporada da GP2.
F1 vai ter 11 equipes em 2016 (Foto:AP)
"Podemos confirmar que a FIA recebeu inscrições de dois candidatos para ocupar vagas abertas na F1. Subsequentemente, colocamos os requerentes em nossos processos de diligência", disse um porta-voz da FIA.
 
"Infelizmente, nenhum dos inscritos foi capaz de atingir os critérios da FIA para novas equipes apesar de terem tido todas as oportunidades de fazerem isso, e agora consideramos essa rodada de aplicações como fechada", seguiu.
 
Os pontos julgados pela FIA foram a habilidade técnica e recursos do time, a capacidade de conseguir e manter orçamento o suficiente para competição, a experiência e recursos humanos, além do valor que a nova equipe pode levar a cada campeonato.
 
O fracasso dos grupos significa que o Mundial de F1 terá 11 equipes em 2016, com a Haas e as dez escuderias atualmente no grid.