FIA revisa pontuação para obtenção da superlicença para F1, reduz diferenças e inclui novas categorias

Visando corrigir imperfeições no sistema de pontuação para concessão da superlicença da F1, a FIA realizou mudanças que valerão a partir da próxima temporada. Uma delas foi a equiparação entre a futura F2, a GP2, a F3 Europeia, o Mundial de Endurance — na LMP1 — e a Indy, oferecendo 40 pontos ao campeão. A entidade incluiu categorias como o WTCC, o DTM e a Indy Lights

Desde que anunciou o sistema de pontos para conceder aos pilotos a superlicença — documento que autoriza o competidor a disputar o Mundial de F1 —, a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) foi bastante criticada por oferecer a maior pontuação para uma classe que sequer existia — e ainda não existe — e por não incluir outras tantas categorias relevantes no esporte a motor. Visando corrigir imperfeições e discrepâncias, a entidade que rege o automobilismo mundial anunciou nesta sexta-feira (10), na esteira dos resultados da reunião do Conselho Mundial do Esporte, no México, que revisou os pontos oferecidos aos pilotos para a conquista da cobiçada superlicença.

O limite de idade mínima, estabelecido em 18 anos, e os 40 pontos necessários (somados nos últimos três anos) para a aquisição da superlicença na F1, permanecem inalterados para 2016. Mas a partir do ano que vem, serão várias as categorias em que o piloto poderá acumular pontos e pleitear uma vaga no grid da F1.

O DTM passa a ser uma das categorias capaz de premiar os pilotos com pontos para a obtenção da superlicença (Foto: BMW Motorsport)

Pelo regulamento original, publicado em janeiro, a F2, que ainda não saiu do papel, oferecia 60 pontos para seu campeão, enquanto a GP2 e a Indy premiavam seu vencedor com 50. Já a F3 Europeia vinha na sequência ao lado do Mundial de Endurance, na LMP1, oferecendo 40 pontos ao campeão. Uma das polêmicas, que rendeu muitas reclamações da Renault, foi que a World Series premiava seu campeão com apenas 30 pontos, mesmo número, por exemplo, da GP3.

Também faziam parte da lista inicial a Super Formula Japonesa, as F4 e as F3 nacionais, além da F-Renault. Todas elas distribuíam pontos do campeão ao décimo colocado.

Agora, o máximo com que uma categoria poderá premiar seu campeão será com 40 pontos. As cinco classes que oferecerão o máximo de premiações são a F2, GP2, Indy, Mundial de Endurance — na LMP1 — e a F3 Europeia. Detalhe que na F2, o segundo e o terceiro colocados receberão igual pontuação: 40. Na GP2, o vice-campeão também levará 40 pontos.

A F3 Europeia oferecerá o mesmo número de pontos da GP2, Indy, WEC e da F2 ao campeão (Foto: F3 Europeia)

A diferença da World Series em relação às outras categorias acabou por diminuir bem, com o campeão desta recebendo 35 pontos. O vencedor da GP3, por sua vez, permanece com 30, enquanto o campeão da Super Formula recebe 25. Chama a atenção a inclusão de duas categorias turismo: o WTCC e o DTM. Ambos distribuirão a mesma quantidade de pontos, com 15 para o primeiro colocado. A Indy Lights, com sistema de pontos idêntico, agora também faz parte da lista.

Uma das novidades no rescaldo da reunião do Conselho é que o campeão da F-E vai ter a superlicença, ainda que a categoria não vá distribuir pontos aos outros nove primeiros colocados. E até o Mundial de Kart, na categoria FIA Senior, também pontuará os quatro primeiros colocados, distribuindo cinco pontos ao campeão.

A FIA também optou por aumentar a flexibilidade da validade dos pontos caso um piloto consiga a superlicença, mas não tenha condições de garantir uma vaga como titular, lhe restando assim a função de piloto de testes. Desta forma, haverá um período de carência de três anos em que esses pontos serão válidos caso o piloto esteja testando, mas não competindo na F1.

F1, sistema de superlicença, pontuação revisada (válido para 2016):

  10º
F2 40 40 40 30 20 10 8 6 4 3
GP2 40 40 30 20 10 8 6 4 3 2
F3 EUROPEIA 40 30 20 10 8 6 4 3 2 1
WEC LMP1 40 30 20 10 8 6 4 3 2 1
INDY 40 30 20 10 8 6 4 3 2 1
WORLD SERIES 35 25 20 15 10 7 5 3 2 1
GP3 30 20 15 10 7 5 3 2 1 0
SUPER FORMULA 25 20 15 10 7 5 3 2 1 0
WTCC 15 12 10 7 5 3 2 1 0 0
DTM 15 12 10 7 5 3 2 1 0 0
INDY LIGHTS 15 12 10 7 5 3 2 1 0 0
F4 NACIONAL FIA 12 10 7 5 3 2 1 0 0 0
F3 NACIONAL 10 7 5 3 1 0 0 0 0 0
F-RENAULT 2.0 10 7 5 3 1 0 0 0 0 0
CIK-FIA SENIOR 5 3 2 1 0 0 0 0 0 0

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube