F1

Fittipaldi relata manhã de simulações de corrida da Haas em Barcelona: “Me senti cada vez mais confortável”

Pietro Fittipaldi teve uma manhã produtiva: sexto mais rápido com o VF-19 da Haas, o brasileiro se viu em condições de aprender e ficar mais acostumado. Após 48 voltas, Fittipaldi nem se preocupa muito com o problema eletrônico no fim

Grande Prêmio, de Barcelona / VITOR FAZIO, de Barcelona
Pietro Fittipaldi voltou à pista em Barcelona nesta quarta-feira (20), assumindo o carro da Haas um dia após a estreia na pré-temporada da Fórmula 1. Agora com mais tempo e um total de 48 voltas com o VF-19, o brasileiro se viu em condições de se acostumar e ficar confortável.
 
“Foi um dia muito bom”, disse Pietro, sexto colocado no teste matinal, em entrevista acompanhada pelo GRANDE PRÊMIO. “Demos muitas voltas, e o plano era justamente conseguir o máximo de quilometragem possível. Fizemos isso. O carro estava bom e me senti confortável, andei rápido. Testamos coisas diferentes no carro e melhoramos. Todas nossas voltas eram de simulação de corrida. Mudamos algumas coisas para ver se muda a degradação dos pneus. O foco do teste foi mais esse, e para mim foi muito bom. Consegui mais quilometragem e cada vez mais me sentia mais confortável com o carro, mas desde o princípio eu já me sentia confortável. Foi muito bom e estou feliz”, seguiu.
Pietro Fittipaldi (Foto: Haas)
A única parte negativa da manhã foi um problema eletrônico já perto da pausa do almoço. Fittipaldi ficou parado na pista e causou bandeira vermelha, mas não teve grande prejuízo.
 
“Foi algo eletrônico. Por precaução, paramos o carro. Fomos à garagem e trocaram muito rápido, então conseguimos voltar. Depois consegui sair para mais voltas no fim”, apontou.
 
Fittipaldi tem ainda mais um dia de atividades previsto na primeira semana de testes. O brasileiro participa ativamente do cronograma da Haas, dividindo tempo de pista com os titulares Romain Grosjean e Kevin Magnussen.
 
“Nossos feedbacks são semelhantes e isso é bom”, destacou Pietro. “É importante saber que o carro não está mudando muito. Agora sabemos com o que devemos nos preocupar. Agora acho que vou voltar amanhã de manhã, caso nada mude. Espero que eles consigam muitas voltas hoje de tarde com um carro confiável e que eu possa voltar amanhã”, encerrou.

GRANDE PRÊMIO cobre ‘in loco’ a pré-temporada da F1 em Barcelona com os repórteres Evelyn Guimarães, Vitor Fazio, Eric Calduch e o fotógrafo Xavi Bonilla. Acompanhe tudo aqui.