Fora dos pontos em Spa, Senna reconhece falha em “estratégia agressiva” de pit-stops da Williams

Bruno Senna reconheceu que a estratégia agressiva adotada pela Williams nos pit-stops em Spa-Francorchamps não funcionou. Brasileiro, que chegou a brigar intensamente com Sebastian Vettel pelo oitavo lugar, ficou em 12º

► Quer concorrer a 2 prêmios da Mercedes? Participe já da promoção
► Red Bull procura maior kartista amador do Brasil. Veja como participar

Os pneus de Bruno Senna não resistiram à estratégia de pit-stops adotada pela Williams para a etapa de Spa-Francorchamps e o piloto completou a prova fora da zona de pontuação, na 12ª colocação. O brasileiro exibiu uma boa forma no início da disputa, travando um intenso duelo com Sebastian Vettel pelo oitavo posto, mas não conseguiu concluir a corrida com apenas uma parada.

Na 38ª volta a Williams precisou chamar Bruno para uma nova troca de pneus após o brasileiro perder ritmo e ser ultrapassado pela dupla da Toro Rosso.
 

Estratégia não funcionou e Senna ficou com o 12º lugar em Spa (Foto: Williams/ Charles Coates/LAT Photographic)


“Fomos para uma estratégia agressiva e parecia que o safety-car nos ajudaria, mas no final a diferença no ritmo para os carros com pneus mais novos era muito grande”, avaliou. “Aí nós tivemos um furo, o que significou que tivemos de parar mais uma vez antes do final”, explicou.

Mesmo insatisfeito com o resultado, Senna ponderou que a equipe precisa tirar lições deste episódio para chegar bem preparada para a etapa de Monza.

“No geral, é um dia que queremos deixar para trás, mas nós precisamos aprender o máximo que pudermos e garantir que estejamos na melhor posição possível para Monza para marcar alguns pontos para o time”, encerrou.

 A análise completa da temporada 2012 da F1 e a previsão de Flavio Gomes para o restante do Mundial na REVISTA WARM UP. Clique aqui

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube