F1

Force India e Mercedes fecham contrato de longa duração para uso de motor e câmbio a partir de 2014

Na manhã desta quinta-feira (28), a Force India confirmou a assinatura de um novo acordo com a Mercedes, válido a partir de 2014, que compreende o fornecimento de motor, câmbio e do novo sistema de reaproveitamento de energia

Warm Up / Redação GP, de Sumaré

Há 20 anos, Senna vencia GP do Brasil pela segunda e última vez

A Force India deu um passo importante para seu crescimento como equipe na F1. Na manhã desta quinta-feira (28), a escuderia anglo-indiana anunciou a assinatura de um acordo de longa duração com a Mercedes, com início em 2014, para fornecimento não só dos novos motores turbo V6 de 1,6 L, mas também do sistema de transmissão e do novo ERS — sistema de reaproveitamento de energia, substituto do Kers na próxima temporada.

No anúncio divulgado pela Force India, entretanto, o prazo final do acordo com a Mercedes não é citado, procedimento de praxe entre equipes da F1 que anunciam um contrato de longa duração.

A Force India de Adrian Sutil seguirá sua parceria com a Mercedes em 2014 e além(Foto: Getty Images)

Uma das novidades é que a escuderia, que recebia o sistema de transmissão da McLaren, agora será abastecida pela Mercedes. A Force India passou a receber motores da montadora alemã a partir da temporada de 2009, ano em que conquistou seu melhor resultado na história quando Giancarlo Fisichella foi segundo lugar no GP da Bélgica, em Spa-Francorchamps.

No comunicado, a Force India diz que, agora na quinta temporada, “os lanços históricos e a crescente competitividade da equipe ajudaram a pavimentar um caminho para a expansão de uma parceria existente e também para incluir o fornecimento de sistema de transmissão e sistema hidráulico.”

Vijay Mallya, dono da Force India, comemorou a extensão da parceria com a fábrica de Stuttgart. “Nosso novo acordo com a Mercedes-Benz para os próximos anos é o mais significativo na história da Force India. Com as novas regras de powertrain [motor e câmbio] introduzidas a partir do ano que vem, não acho que há parceiro melhor para trabalhar com uma F1 entrando em uma nova e animadora era.”

“O acordo nos dá a estabilidade a longo prazo e nos permitirá dar sequência à nossa jornada para avançar no grid da F1”, acrescentou o empresário indiano.

Já Toto Wolff, diretor-esportivo e diretor-executivo da Mercedes, não escondeu a satisfação por dar sequência à parceria com a Force India. “É um marco significativo anunciar nosso primeiro acordo de longo prazo para fornecimento do powertrain sob o novo regulamento para 2014. A Force India foi o nosso primeiro cliente verdadeiro na F1 em 2009 e estamos muito satisfeitos em expandir o relacionamento de longo prazo com eles a partir de 2014.”

“Este acordo de longo prazo oferece excelente valor em termos de equilíbrio entre preço e desempenho. Esperemos que isso signifique que Mercedes e Force India trabalhem juntos no ciclo de vida da nova geração de powertrain”, emendou o dirigente.