Force India minimiza queixas de Pérez e diz que manterá ordens de equipe por quarto lugar no Mundial de Construtores

Sergio Pérez não gostou de a Force India tê-lo proibido de ultrapassar Esteban Ocon em Suzuka, no último domingo (8). Mas nem as reclamações do mexicano farão a equipe mudar de ideia — seguirá com ordens para os dois pilotos, ao menos até garantir o quarto lugar no Mundial de Construtores desta temporada

Sergio Pérez não gostou muito da Force India tê-lo segurado com o sétimo lugar no GP do Japão, no último domingo (8). Para o mexicano, ele conseguiria ultrapassar Esteban Ocon e ficar com a sexta posição do francês, mas a ordem da equipe foi para que eles não trocassem de lugar. Nesta segunda, a Force India foi clara: não adianta reclamar, as ordens serão mantidas. Ao menos até o quarto lugar no Mundial de Construtores ser garantido.

Com quatro corridas para o final da temporada, a Force India aparece nesta quarta colocação, com 146 pontos e uma boa distância para a quinta, a Williams, que tem apenas 66. Parece impossível que uma virada ocorra e a Force India deve de fato se consolidar como a melhor fora do trio Mercedes, Ferrari e Red Bull, mas a precaução foi o caminho escolhido.

Otmar Szafnauer, diretor da equipe, disse ao site norte-americano 'Motorsport.com' que as batidas entre os dois e o clima pesado antes da decisão de "segurá-los" nas brigas na pista foram o fator decisivo para essa ideia. 

"Só depois de assegurarmos o quarto lugar que sentaremos com todos e decidiremos se eles poderão, enfim, disputar posições na pista livremente", afirmou.

Sergio Pérez (Foto: Force India)

Como os dois pilotos continuarão como a dupla da Force India em 2018, Szafnauer antecipou que as ordens de equipe devem seguir para a próxima temporada — ao menos enquanto a cúpula do time sentir que não é uma boa ideia deixá-los livres. "A equipe vem em primeiro lugar, sempre. Se eles puderem provar para nós que podem correr de forma intelignete juntos, aí consederaremos mudar isso."

Do lado positivo, ao menos o diretor tem a impressão que Pérez e Ocon entenderam enfim os motivos que fizeram a Force India tomar essa decisão: "Ambos são inteligentes e têm capacidade de entender a lição", finalizou.

A próxima chance de "briga", ou de ordens de equipe, da Force India vem no dia 22 de outubro, em Austin, nos EUA.

HÁ ESPERANÇA?

MESMO COM RESULTADO RUIM, VETTEL GANHA FORÇA NA MALÁSIA  

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube