Force India promete voltar a brigar por primeiras posições após abandono por problema nos boxes

A equipe indiana classificou o GP da Malásia como uma “frustração extrema”, já que ambos os carros estavam andando no mesmo ritmo de McLaren e Lotus, mas foram obrigados a abandonar com um problema na porca que segura a roda

A frustração foi total na Force India após o GP da Malásia. Na corrida disputada no último domingo (24), os dois carros da equipe indiana foram obrigados a abandonar a prova por causa de um problema na porca que segura as rodas. Antes disso, tanto Paul di Resta quanto Adrian Sutil estavam em condições de brigar por um lugar no top-5.

Por isso, o balanço final do time sobre o fim de semana foi positivo. O dono da escuderia, Vijay Mallya, não escondeu a decepção ao ver os carros deixarem a corrida mais cedo, mas ressaltou o progresso feito nestas primeiras semanas de 2013.

Di Resta enfrentou problemas no pit-stop, assim como Sutil (Foto: Getty Images)

“É mais do que uma decepção profunda, é uma frustração extrema”, disse o dirigente. “Os carros estavam rápidos, muito competitivos. Nós estávamos correndo contra a Mercedes confortavelmente. Acredito que estávamos muito mais rápidos que a McLaren e a Lotus. Então estava realmente bom até a falha na porca”, completou.

Paul Di Resta, por sua vez, concordou com o chefe. O piloto escocês afirmou que se não fosse o problema nos boxes dava para ter conquistado ao menos a sétima colocação na corrida de Sepang.

“Quando eu voltei à pista, estava marcando as voltas mais rápidas da prova, e isso foi um bom progresso. Sem o problema na primeira parada, quando perdi todo aquele tempo, eu estava de olho no sétimo lugar, então é bastante frustrante dado como estávamos rápidos durante todo o fim de semana”, disse.

Apesar da falha, Di Resta se mostrou satisfeito, pois o problema na porca é algo fácil de resolver, enquanto o desenvolvimento do carro dura para as próximas provas. “O problema das porcas pode ser consertado para a China, mas desempenho não pode ser encontrado assim rápido. E velocidade tem sido um dos nossos pontos fortes”, encerrou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube