Fórmula 1 confirma calendário de 23 etapas sem China e com GP de Miami

A Fórmula 1 já sabe quais países vai visitar em 2022. De novo em uma longa temporada, o calendário apresentado pela FIA possui 23 etapas, com novidades como o GP de Miami. O campeonato começa em março, no Bahrein, e se estende até novembro, em Abu Dhabi

A Fórmula 1 tem um calendário definido para 2022, ano em que passa a viver sob um novo regulamento. A FIA (Federação Internacional de Automobilismo) publicou nesta sexta-feira (15), após reunião do Conselho Mundial, as 23 etapas que vão compor a temporada do próximo ano. De novo, a longa programação da maior categoria do esporte a motor prevê rodadas triplas e algumas novidades. Chama atenção o GP de Miami, que estreia na categoria, e a ausência de informações sobre as corridas sprint.

O campeonato terá início em março, no dia 20, com a etapa no Bahrein, assim como ocorreu neste ano, quando, uma vez mais, a Austrália não pôde sediar a abertura da F1, por conta ainda dos efeitos da pandemia da Covid-19. A disputa vai estender até 20 de novembro, com o GP de Abu Dhabi. A prova brasileira, em Interlagos, está marcada para 13 do mesmo mês e será a penúltima corrida de 2022.

Depois da corrida em Sakhir, a temporada viaja para a Arábia Saudita em 27 de março, retorna à Austrália em 10 de abril e, na sequência, Emília-Romanha, em Ímola, no dia 24 do quarto mês do ano. A cidade de Miami, nos Estados Unidos, faz sua estreia em 8 de maio – mas com os asteriscos que indicam que ainda não há a homologação da FIA para o traçado. A F1 volta, então, ao Velho Continente, quando acontece o GP da Espanha, em 22 de maio.

Miami entra no calendário da F1 a partir de 2022 (Foto: Reprodução)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

No fim do mesmo mês, será disputado o GP de Mônaco, que passa a ter uma programação diferente, com treinos livres às sextas e não mais nas quintas. Após a corrida nas ruas do Principado, a Fórmula 1 tem o GP do Azerbaijão, em 12 de junho, e o GP do Canadá, no dia 19 do sexto mês.

O calendário compreende então uma pausa de duas semanas para encarar sua primeira rodada tripla: 3 de julho com o GP da Inglaterra, 10 de julho com o GP da Áustria e 17 de julho com o GP da França. Duas semanas depois, o parte para a Hungria e corre em 31 de julho antes de seguir para as férias de verão.

Quando voltar do período de quatro semanas, a F1 terá pela frente outras duas rodadas triplas quase na sequência: 28 de agosto com o GP da Bélgica, 4 de setembro com o GP da Holanda e 11 de setembro com o GP da Itália. Duas semanas, então, separam a segunda da terceira série de três corridas seguidas no ano: 25 de setembro com o GP da Rússia — o último da F1 em Sóchi antes de ir para São Petersburgo em 2023 —, 2 de outubro com o GP de Singapura e 9 de outubro com o GP do Japão.

O calendário segue para a fase final com o GP dos Estados Unidos, em 23 de outubro, e o GP da Cidade do México, em 30 de outubro, antes de viajar ao Brasil e Abu Dhabi. Não custa lembrar que se trata de um calendário provisório e, portanto, ainda sujeito a modificações. Ao menos por enquanto, a F1 não divulgou nada concreto sobre as corridas sprint ou a pré-temporada.

“A temporada de 2022 seguirá após dois anos com calendários da Fórmula 1 modificados, nos quais, por conta da pandemia do novo coronavírus, tivemos apenas 17 corridas em 2020 e 22 corridas em 2021. É uma grande conquista para o esporte. Tem sido fantástico receber os fãs de volta aos eventos este ano, e vamos continuar a garantir que isso seja feito de forma segura e de acordo com as diretrizes nacionais”, disse a F1, em comunicado oficial.

“A pandemia continuou a apresentar desafios para a temporada de 2021, mas a categoria mostrou sua capacidade de reagir e se adaptar aos desafios que surgiram. Enquanto esperamos que a incidência do novo coronavírus diminua ainda mais nos próximos meses para todos ao redor do mundo, continuaremos monitorando de perto a situação e trabalhando em colaboração com os promotores e as autoridades nacionais”, completou.

Stefano Domenicali, CEO da Fórmula 1, também se manifestou sobre o calendário oficial: “Estamos animados em anunciar o calendário de 2022 enquanto nos preparamos para entrar em uma nova era para a F1, com um inédito regulamento e novos carros para a próxima temporada, que serão projetados para promover corridas mais disputadas”, disse.

“Esta temporada tem sido incrível até agora, com grandes batalhas na pista, com público assistindo e fãs voltando às corridas após o impacto da pandemia. Estamos ansiosos para receber mais fãs na próxima temporada e esperamos que 2022 seja mais normal do que oque vivemos nos últimos dois anos”, acrescentou ele.

“Estamos muito satisfeitos com o interesse pela Fórmula 1 de lugares que desejam sediar corridas e o crescimento do esporte e acreditamos que temos um calendário fantástico para 2022, com destinos como Miami se juntando a locais famosos e históricos. A pandemia ainda está acontecendo e, portanto, continuaremos atentos e seguros para proteger todo o nosso pessoal e os países que visitaremos”, finalizou.

LARGADA; MAX VERSTAPPEN; LEWIS HAMILTON; F1 SPRINT; SPRINT; F1;
A F1 não mencionou as corridas sprint, por enquanto (Foto: Red Bull Content Pool)

Fórmula 1, Calendário 2022:

DATAETAPALOCAL
20/3GP DO BAHREINSAKHIR
27/3GP DA ARÁBIA SAUDITAJEDÁ
10/4GP DA AUSTRÁLIAMELBOURNE
24/4GP DA EMÍLIA-ROMANHAÍMOLA¹
8/5GP DE MIAMIMIAMI²
22/5GP DA ESPANHABARCELONA¹
29/5GP DE MÔNACOMONTE CARLO
12/6GP DO AZERBAIJÃOBAKU
19/6GP DO CANADÁMONTREAL
3/7GP DA INGLATERRASILVERSTONE
10/7GP DA ÁUSTRIASPIELBERG
24/7GP DA FRANÇAPAUL RICARD
31/7GP DA HUNGRIABUDAPESTE
28/8GP DA BÉLGICASPA-FRANCORCHAMPS
4/9GP DA HOLANDAZANDVOORT
11/9GP DA ITÁLIAMONZA
25/9GP DA RÚSSIASÓCHI
2/10GP DE SINGAPURAMARINA BAY
9/10GP DO JAPÃOSUZUKA
23/10GP DOS EUAAUSTIN¹
30/10GP DO MÉXICOCIDADE DO MÉXICO
13/11GP DO BRASILSÃO PAULO
20/11GP DE ABU DHABIYAS MARINA
¹ Sujeito a contrato
² Sujeito a homologação da FIA

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar