F1

Foto: Grosjean homenageia amigo Bianchi em capacete dois anos após pontos históricos com Marussia

Jules Bianchi entrou para a história da F1 com o nono lugar alcançado com a pequena Marussia, hoje Manor, no GP de Mônaco de 2014. Dois anos depois, o compatriota Romain Grosjean faz uma homenagem no capacete
Warm Up / Redação GP, de Porto Alegre
 Jules Bianchi (Foto: Marussia)
Não é qualquer um que pode bater no peito e dizer que conseguiu fazer pontos com uma Marussia. Na verdade, só um pode: Jules Bianchi, morto após o grave acidente em Suzuka, teve o nono lugar no difícil circuito de Mônaco como ponto alto da carreira. Bianchi será lembrado pelo compatriota Romain Grosjean na edição de 2016 da prova do principado, com um capacete comemorativo.
 
O capacete, como de costume, apresenta vermelho e azul como cores principais, remetendo à bandeira da França. A diferença é uma imagem de Bianchi na parte de trás.
Jules Bianchi, homenageado por Romain Grosjean (Foto: Divulgação)
O #17, número que marcou a última temporada de Bianchi na F1, também está presente no casco do piloto da Haas. Abaixo, a inscrição ‘Mônaco 2014 – P9’ remete ao resultado histórico.
 
Aquele GP de Mônaco de 2014, vencido por Nico Rosberg, teve um alto número de abandonos – apenas 14 cruzaram a linha de chegada. Mas isso não significa que Bianchi teve vida fácil: o francês precisou fazer ultrapassagens audaciosas e acabou na frente de gente como Kevin Magnussen e Kimi Räikkönen.
 
O GP de Mônaco de 2016 está marcado para 29 de maio.
PADDOCK GP #29 RECEBE PIPO DERANI E DEBATE GP DA ESPANHA DE F1