Foto: Prost pilota carro campeão de 2010 da Red Bull na pista de Paul Ricard neste domingo

Alain Prost voltou ao cockpit de um F1 neste domingo (30). O tetracampeão, de 57 anos, pilotou o RB6, o carro campeão de 2010, da Red Bull

Alain Prost pilota RB6 em Paul Ricard (Foto: Reprodução/Facebook)

Alain Prost voltou ao cockpit de um carro de F1 contemporâneo neste domingo (30) em Paul Ricard, na França. A última vez que o ex-piloto guiou um F1 foi em 2006, quando esteve a bordo de um McLaren. O francês deu algumas voltas com o bólido como parte do evento de exibição da penúltima rodada da World Series na pista gaulesa. Prost é o embaixador da Renault, montadora que apoia a categoria escola.

Antes da exibição de hoje, o tetracampeão havia feito um shakedown com o carro no sábado, como forma de conhecer o modelo austríaco, que levou Sebastian Vettel ao primeiro título mundial na F1. “Há dez dias, a Renault me falou sobre a chance e me perguntou se eu gostaria de pilotar o carro. Antes disso, eu não sabia que seria possível. Durante anos, eu tive alguns convites de outras equipes, mas nunca quis. Recentemente, eu pensei que talvez fosse uma má ideia saber como é um F1 moderno”, afirmou o gaulês ao site da revista inglesa ‘Autosport’.

Prost deixa RB6 na pista francesa (Foto: Reprodução/Twitter/Red Bull)

“E não é tao diferente, apenas possui ferramentas diferentes. O carro é um pouco duro e você precisa se acostumar com isso. Se você nunca pilotar um carro moderno, nunca terá base para comparar com os antigos. Foi uam grande oportunidade e eu gostei muito”, completou Prost, de 57 anos.

Romain Grosjean também participou do evento, guiando o R30, o carro de 2010 da Lotus.

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube