Frijns dispensa GP2 para temporada 2014 e fala que foco é F1 e trabalho de piloto reserva na Caterham

Robin Frijns, de 22 anos e piloto reserva da Caterham em 2014, descartou a possibilidade de disputar a GP2 neste ano e afirmou que seu objetivo é priorizar o trabalho na equipe malaia na F1

Piloto reserva da Caterham para 2014, Robin Frijns afirmou que não vai buscar vaga no grid da GP2 nesta temporada ou de qualquer outro campeonato e que seu plano é priorizar o trabalho junto à equipe malaia na F1. O holandês, campeão da World Series em 2012, disputou parte da principal categoria de acesso ao Mundial no ano passado, em que conquistou uma vitória e terminou em 15º com a Hilmer.

Também em 2013, o jovem foi terceiro piloto na Sauber, mas só guiou o carro suíço nos testes de novatos em Silverstone. Agora na Caterham o acordo é também participar de alguns treinos livres de sexta-feira ao longo do ano. "Estou totalmente concentrado no papel de piloto de testes da Caterham", disse Frijns ao ser questionado se vai dividir seu trabalho na escuderia verde com outra competição.

Robin Frijns guia a Caterham nos testes na Espanha (Foto: Getty Images)

"Eu vou disputar alguns treinos livres e ajudar a equipe no que eu puder", acrescentou Robin, que vai dividir as responsabilidades na equipe de Tony Fernandes com o também reserva Alexander Rossi.

Frijns estreou na Caterham na quinta-feira passada, durante os testes de pré-temporada em Jerez, mas não conseguiu completar voltas rápidas em decorrência dos problemas eletrônicos que o time e a fornecedora de motor Renault enfrentaram durante a semana toda.

"Você nunca consegue gostar de um dia de treino se está andando a 60 km/h, mas eu aproveitei muito o dia com a equipe. Tive um pouco de diversão, mesmo sem muita ação na pista. Mas eles estavam trabalhando muito para resolver todos os problemas", completou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube