Fuoco assume culpa por acidente durante testes coletivos na Áustria, mas diz: “Foi uma experiência importante”

O jovem Antonio Fuoco teve sua primeira aparição na F1 marcada por um acidente durante os testes coletivos da categoria em Spielberg. O italiano, contudo, valorizou a experiência adquirida

Antonio Fuoco fez a sua primeira participação na F1 durante os testes coletivos da categoria na Áustria. O italiano vestiu as cores da Ferrari e acabou se envolvendo em um acidente com a pista de Spielberg molhada.
 
Fuoco assumiu a culpa pelo acidente e explicou que perdeu a traseira do carro na curva.
 
“Infelizmente, eu errei na entrada da Curva 1. Perdi a traseira do carro, não consegui recuperar o controle e acabei batendo na barreira de pneus”, disse.
Antonio Fuoco bateu ao perder o controle na curva 1 em Spielberg (Foto: Reprodução/Facebook)
O italiano fechou o dia de testes na quarta posição e valorizou a experiência adquirida na pista austríaca.
 
“Em outra curva seria possível recuperar o controle do carro, mas não na 1. De qualquer jeito, foi uma experiência importante para eu não errar das próximas vezes que eu estiver no carro”, falou.
 
O piloto de 19 anos comemorou o primeiro contato com um carro de F1 e agora espera pela próxima oportunidade.
 
“Até a hora do acidente eu acho que estava fazendo um bom trabalho. Acelerei muito o tempo inteiro. Foi muito legal ter um primeiro teste num carro de F1. Eu realizei meu sonho de infância e agora eu quero mais”, completou.
 
Fuoco ocupa a sexta colocação na classificação da temporada 2015 da GP3. O italiano tem 30 pontos, 36 a menos que o compatriota Luca Ghiotto.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube