Gasly diz que pessoas deveriam elogiar mais a “grande” F1, mas condena constantes punições: “Uma merda”

Piloto da Toro Rosso entra em seu segundo ano de F1, o primeiro possivelmente completo, feliz com a categoria. Mas, mesmo pedindo para que os fãs a critiquem menos, sabe que exstem problemas. E elege as punições como o principal

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Demorou um pouco mais de um ano (em relação ao título da F2 em 2016), mas Pierre Gasly chegou à F1. E, para 2018, a temporada completa pela Toro Rosso é o objetivo. E, para isso, ele defenderá a principal categoria do automobilismo fortemente. Mesmo assumindo que ela possui, sim, falhas.

Em entrevista para o 'Motorsport', o francês reclamou de quem fala constantemente de forma negativa da F1. Para ele, não é necessário ser assim: "É uma categoria maravilhosa", disse, em meio à um palavrão que destaca a intensidade de seu elogio. "Ela tem ótimos carros e as pessoas deveriam ser mais positivas sobre ela."

Mas não há como não assumir que há sim o que melhorar. Um alvo fácil são as punições, que não agrada a nenhum piloto, nem aos fãs da categoria.

Pierre Gasly (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

E muito menos a Gasly: "São um dos pontos de merda da F1", resumiu o francês. "Quando você se classifica em uma posição, você quer largar naquela posição. Às vezes é como uma corrida entre os caras que são punidos. É como 'você vai trocar seu MGU-H, seu MGU-H, porque outro cara levou 10 posições (de punição), e se você trocar isso você pode tomar 15, mas aí você fica atrás dele, mas tem outro que levou 25…'"

Para o francês, não é algo agradável de se acompanhar. Nem "sexy". "Principalmente como é quando foi comigo no México. Nem treino livre pude fazer. Você fica lá assistindo os outros caras na pista, e aí larga em último", criticou.

"Eu realmente espero que isso mude.Todos os pilotos concordam que é meio chato, porque não podemos fazer nada sobre isso", finalizou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube