F1

Gasly fala em criar próprio espaço na Red Bull e assegura: “Não estou com medo de Verstappen”

Pierre Gasly negou que esteja com medo de encarar Max Verstappen dentro da Red Bull. Piloto de 22 anos reconheceu a força do holandês no time, mas avaliou que tem de criar seu próprio espaço dentro do time dos energéticos
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Pierre Gasly (Foto: Twitter/Pierre Gasly)

Pierre Gasly sabe que terá de criar seu próprio espaço na Red Bull. Ainda assim, o piloto de 22 anos garante que não está com medo de Max Verstappen.
 
Substituto de Daniel Ricciardo na Red Bull, Gasly reconheceu que Verstappen tem uma “personalidade forte” e “está bem estabelecido no time”, mas falou em buscar seu espaço na escuderia dos energéticos.
Pierre Gasly falou em criar próprio espaço na Red Bull (Foto: Red Bull Content Pool)
“Eu não estou com medo. Eu tenho de criar meu espaço no time”, disse Gasly ao canal francês Infosport+. “Max tem, obviamente, uma personalidade forte, está bem estabelecido no time e tem mais experiência do que ele. Ele tem mais experiência com o time. Ele é quem é e eu tenho de buscar meu espaço”, seguiu.
 
“Não sou como Daniel [Ricciardo], sou alguém diferente. Não sou como Max. Tenho minha própria personalidade”, frisou.
 
Depois de testar com a Red Bull em Abu Dhabi, Gasly não escondeu a ansiedade pelo início da temporada 2019 e reconheceu que dá um “passo importante” na carreira.
 
“Estou empolgado e mal posso esperar pelo início da temporada”, declarou Pierre. “Para mim, será, obviamente, um grande passou na minha carreira, mas também é exatamente onde eu queria estar. As minhas ambições na F1 são muito altas e, desde criança, meu sonho é um dia ser campeão mundial”, contou.
 
“É apenas o início da minha carreira, vou precisar continuar progredindo, me desenvolvendo e ganhando experiência”, ponderou. “O próximo ano será apenas a minha segunda temporada na F1 e, apesar de eu ter aprendido muito neste ano, tenho de continuar aprendendo na próxima temporada”, reconheceu.
 
Por fim, Gasly frisou que defender a Red Bull é um grande desafio, mas admitiu que, assim, está mais próximo de atingir o sonho de ser campeão.
 
“É, realmente, um grande desafio. Eles foram campeões quatro vezes com Sebastian Vettel. Vou seguir melhorando e fazendo meu melhor. Vamos ver o que vai ser possível no próximo ano”, falou Gasly. “Mas é, com certeza, um passo mais próximo do meu objetivo final: vencer o campeonato da F1”, concluiu.