Gasly foca em classificação e diz que posição de largada é “95% do resultado” em Mônaco

Apesar de ter sofrido com o ritmo no treino classificatório do GP da Espanha, Pierre Gasly projeta uma boa posição de largada em Mônaco para manter a AlphaTauri na briga pela zona de pontuação

Trailer dos personagens clássicos do F1 2021 (Vídeo: Codemasters)

Ainda juntando os cacos após um difícil GP da Espanha, em que foi o décimo colocado, Pierre Gasly chega a Mônaco com foco no ritmo de classificação. Ciente da importância de largar em uma boa posição no apertado Principado, o francês deixou muito claro que seu objetivo é voltar ao Q3 para ser mais competitivo nas ruas de Monte Carlo.

Sobre a corrida em solo monegasco, o piloto da AlphaTauri, que tem um quinto lugar em 2019 quando corria pela Red Bull como melhor marca na prova, comentou sobre as particularidades do circuito e enalteceu a importância de largar em uma boa posição no grid, dado a conhecida dificuldade de se ultrapassar no traçado.

“Sobre Mônaco, é um circuito que eu realmente gosto e estou muito feliz de retornar, visto que fomos impedidos de correr no último ano. É uma pista muito especial, absolutamente nada comparada com as quatro primeiras que corremos esse ano”, afirmou.

“O circuito de rua apresenta uma série de desafios únicos, começando com a definição do grid, então espero que possamos entender o comportamento do nosso carro o mais rápido possível, trabalhar no que precisamos para sermos rápidos para continuar na briga pela zona de pontuação. Em Mônaco, é importante ter o máximo tempo de pista possível, mas não creio que as sessões de sexta-feira sendo mais curtas serão um problema, pois este ano estamos dando mais voltas na pista do que no passado, por passar menos tempo na garagem”, seguiu.

“Em Mônaco, você sempre precisa de um tempo para se adaptar para achar os limites do seu carro e ficar o mais próximo possível dos muros, até, gradualmente, criar confiança a cada sessão. Então você dá tudo de si no sábado à tarde porque sabemos que a classificação é 95% do resultado da corrida”, reiterou.

Para o GP de Mônaco, ao contrário de outras praças esportivas, o público estará presente. Fato este celebrado por Gasly, apesar do mesmo  ter ponderado que ainda devido às restrições da pandemia de Covid-19, a ação habitual na pista será menor, dando mais tempo para os pilotos realizarem outras atividades.

“Eles estão permitindo um número limitado de espectadores para essa corrida, o que será ótimo, mas no fim de semana geral, não teremos a mesma agenda que costumamos ter em Mônaco, como era no passado. Então, espero que eu possa relaxar, talvez jogar paddle tênis com o Charles [Leclerc] na manhã de sexta, se não estivermos muito ocupados, até porque teremos as habituais reuniões com os engenheiros à tarde”, afirmou.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Pierre Gasly ainda não conseguiu resultados expressivos em 2021 (Foto: Red Bull Content Pool/Getty Images)

Gasly também aproveitou para comentar sobre as lições tomadas no GP da Espanha, em que largou da 12ª posição e não foi bem na prova, sendo punido com 5s por não alinhar o carro da forma correta na largada. Além disso, o piloto da AlphaTauri apontou onde a equipe precisa melhorar para ser competitiva no pelotão intermediário ao longo da temporada.

“Olhando para a Espanha, foi um fim de semana complicado, especialmente no treino classificatório, não foi fácil. Eu perdi o Q3 por apenas dois décimos, o que não é muito, no fim das contas, e foi a primeira vez na temporada que fiquei fora dos dez primeiros no grid de largada”, relembrou.

“Eu fiquei desapontado, parcialmente porque isso mostrou que as outras equipes estão melhorando e se desenvolvendo, as diferenças estão bem pequenas agora. Sabemos que realmente temos que otimizar tudo para estar na briga do pelotão intermediário” seguiu.

“Na corrida perdemos alguns segundos aqui e alí e eu estava em décimo quinto, mas o stint final foi encorajador, cheguei a ultrapassar alguns carros. Uma volta a mais e eu poderia ter terminado em nono, teria sido possível se não fosse a punição”.

“Tiveram coisas positivas e o potencial está aí, mas com algumas equipes dando passos à frente sabemos que temos um trabalho duro se quisermos continuar na briga pelo resto da temporada. É impossível ser descuidado em qualquer categoria de automobilismo, mas precisamos tentar fazer as coisas perfeitamente para encontrar mais velocidade se quisermos marcar mais pontos neste fim de semana”, concluiu.

A Fórmula 1 volta a acelerar neste fim de semana com o GP de Mônaco, o quinto da temporada 2021. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar