F1

Gasly minimiza pressão após acidentes em Barcelona e mira evolução para “aprender o mais rápido que posso”

Após acidentes que não agradaram a Red Bull, Pierre Gasly diminuiu a possível pressão extra e focou no aprendizado para primeira temporada na equipe

Grande Prêmio / Redação GP, de Campinas
Pierre Gasly foi um dos destaques negativos da pré-temporada da Fórmula 1, realizada em Barcelona, nas últimas semanas. O piloto francês da Red Bull sofreu acidentes nos testes, incluindo um no sétimo dia que limitou o trabalho da equipe austríaca em apenas 29 voltas. Apesar disso, Gasly garante que não se sente mais pressionado após o desempenho negativo.

O francês ex-Toro Rosso falou do aprendizado que vai tendo nas situações complicadas e comentou tudo que envolve um bom trabalho coletivo.
Pierre Gasly garante que não se abala com os acidentes sofridos (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
"Não sinto pressão extra. Estou em meu segundo ano na Fórmula 1 e a experiência é o que te faz mais forte. Também tem que ter velocidade, mas há uma grande parte que se trata de entender o carro, adaptar o estilo de pilotagem e o trabalho dos engenheiros. Tentar aprender o mais rápido que posso", disse Gasly à agência CMM.

Substitutindo Daniel Ricciardo, que se transferiu para a Renault, Pierre terá o holandês Max Verstappen como seu companheiro de equipe. O francês afirmou que não teve muito tempo para interagir com o novo companheiro, ficando em uma situação neutra em seu relacionamento. "Não passamos muito tempo juntos, para ser sincero", revelou o #10.

Gasly estreará pela Red Bull no dia 17 de março, no GP da Austrália, que marca a abertura da temporada 2019 da Fórmula 1.