F1

Gasly mostra decepção e surpresa ao ver Toro Rosso renovar contrato de Kvyat: “Não entendo o motivo”

Pierre Gasly vai ter de esperar pelo menos mais um ano para ser alçado à condição de titular no grid da F1. O francês, que luta pelo título da GP2, não escondeu a decepção ao se ver preterido pela Toro Rosso, que escolheu manter Daniil Kvyat para a temporada 2017

Warm Up / Redação GP, de Sumaré

Pierre Gasly não escondeu a surpresa e enorme frustração ao ver o nome de Daniil Kvyat, e não o seu, no anúncio dos pilotos titulares da Toro Rosso para a temporada 2017 da F1. O francês, que acompanhou a onda de rumores no paddock e disse que poderia substituir Kvyat já no GP de Singapura deste ano, foi duramente repreendido por Helmut Marko, consultor da Red Bull, e agora terá de esperar ao menos mais um ano para receber sua oportunidade. Assim, Gasly deve continuar ocupando o posto de reserva e piloto de testes na própria Red Bull e na Toro Rosso no ano que vem.
 
“Claro, me surpreendeu. As coisas estão acontecendo muito rapidamente e, de repente, eles assinaram com Daniil”, afirmou um frustrado Gasly em entrevista ao site norte-americano ‘Motorsport.com’. “Fique um pouco surpreso, não entendo o motivo. Mas as coisas são assim. Sabemos que na Red Bull às vezes tudo pode acontecer muito rápido”, disse.
 
“Já vimos com as decisões que eles tomaram nos dois anos anteriores. Agora já está feito, de modo que tenho de seguir adiante”, acrescentou o piloto de 20 anos, ainda sem digerir a perda da chance de ser piloto titular da Toro Rosso no ano que vem.
Pierre Gasly não digeriu bem a renovação de Kvyat pela Toro Rosso para a temporada 2017 da F1 (Foto: GP2 Media)
A decisão assumida por parte da Red Bull chegou até a surpreender, visto que Kvyat, depois de ter sido rebaixado à Toro Rosso após o GP da Rússia, enfrentou constantes problemas e foi superado de longe pelo companheiro de equipe, Carlos Sainz Jr. O espanhol, do GP da Espanha em diante, somou 34 pontos, contra apenas quatro de Kvyat. Entretanto, a renovação com a Toro Rosso fez com que a Red Bull evitasse perder o russo para a Force India.
 
Questionado se a Red Bull lhe explicou a decisão de escolher Kvyat, Gasly disse não saber. “Realmente não me explicaram. E por isso não entendo. Simplesmente me disseram que havia motivos para fazer o que fizeram e para manter Kvyat na equipe. Isso foi tudo, não sei muito mais.”
 
“Falei muito com Helmut nos últimos dias e vamos ver o que é o melhor. Ele sabe qual é o meu desejo, sabe que quero estar na F1 e esse realmente é meu objetivo, portanto preciso ver as opções e decidir o que é melhor para chegar lá”, comentou.
 

Na luta pelo título da GP2 contra seu companheiro de equipe Prema, Antonio Giovinazzi, Gasly lamentou por ver que a Red Bull não esperou o desfecho da temporada para definir a dupla da Toro Rosso. “É uma pena que eles não esperaram terminar o campeonato para ver se eu conquistaria o título”, disse.
 
“Tem sido uma temporada positiva, com muito sucesso até o momento. Claro que não fui tão bem como queria. Sempre você quer fazer o melhor, mas acho que a temporada tem sido bem boa e, se puder faturar o título, vai ser uma grande conquista”, finalizou.