Russell celebra conquistas na Fórmula 1, mas admite: “Até ser campeão, nada é suficiente”

George Russell ficou contente com os resultados obtidos ao longo de três temporadas na Williams, mas espera alcançar ainda mais a partir de 2022, quando assume vaga na Mercedes

VETTEL NO LUGAR DE HAMILTON: SERIA O MELHOR PARA MERCEDES NA F1?

Depois de três temporadas na Williams, George Russell finalmente vai dar o salto mais esperado da carreira e assumir uma vaga na Mercedes na temporada 2022 da Fórmula 1. Ao lado do heptacampeão Lewis Hamilton, o jovem de 23 anos terá a oportunidade de correr em uma das mais desejadas vaga do grid.

Em entrevista ao site Crash, Russell celebrou os objetivos alcançados na Williams, mas admitiu que nada vai adiantar sem um título mundial na categoria para coroar os feitos na carreira.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

George Russell na Mercedes será uma das grandes novidades em 2022 (Foto: Pirelli)

“Obviamente quero ser um vencedor, quero ser campeão mundial e passamos o tempo todo no fim do grid. 2020 foi um bom ano, mas não o suficiente para nós. 2021 foi melhor, mas nunca é demais”, disse George.

“Quando cheguei ao Q2 pela primeira vez, comemoramos muito. Quando você repete o feito duas ou três vezes, isso vira comum e você quer chegar no Q3. Aí quando você está no Q3, celebramos muito e ficamos empolgados, mas aí queríamos estar em todos. Até você ser campeão mundial, nada é suficiente”, completou.

O novo contratado da Mercedes ainda comentou sobre como a evolução na carreira o fez alcançar voos mais altos.

“Sou muito grato por ser capaz de entender meu caminho, um pouco em silêncio, e me preparar o máximo possível para alcançar o que desejo quando tiver um carro que me ajude”, finalizou Russell.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar