Russell crê que “carros difíceis” da Williams ajudaram em adaptação ao W13

George Russell crê que as dificuldades da Williams ajudaram na adaptação ao carro da Mercedes, o qual ainda parece problemático na F1 2022

‘BOMBA VERSTAPPEN’ VAI FICAR DESARMADA COM MAIS VITÓRIAS COMO ÍMOLA NA FÓRMULA 1 2022?

Antes de ingressar na Mercedes, George Russell passou três temporadas na Williams. O jovem de 24 anos sofreu com carros difíceis da equipe de Grove e só conseguiu seus primeiros pontos em 2021, nos GPs da Hungria, Bélgica — em que ficou com um pódio, inclusive —, Itália e Rússia. Tudo no mesmo ano em que a Williams não terminou na última posição do Mundial de Construtores pela primeira vez desde 2018.

Já em 2022, o #63 parece conseguir tirar o máximo do W13. Sua adaptação a um carro ainda ‘problemático’ é maior que a de Lewis Hamilton, seu companheiro de equipe, que não consegue seguir a mesma linha. E, para George, isso acontece justamente pelos ‘perrengues’ em seus tempo de Williams.

“Talvez, com minhas dificuldades na Williams guiando carros muito difíceis, isso tenha ajudado em alguma pequena adaptação”, disse ele, em entrevista ao site GPFans.

▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Russell também luta contra os constantes quiques da Mercedes (Foto: Petronas)

“Q1 e Q2 para nós agora são extremamente importantes, enquanto no passado, para a Mercedes, era fácil, quase uma sessão de preparação para o Q3”, acrescentou.

Ainda assim, o britânico mais jovem apoiou o heptacampeão. Ele já havia dito que confia na recuperação de Lewis em 2022 e, agora, reitera não ter dúvidas de que ele vai se esforçar para melhores resultados até o último momento.

“Lewis é incrivelmente forte. Não tenho dúvidas, ele definitivamente vai se esforçar até o fim. Em termos de resultados, estamos tirando o máximo proveito do carro e as coisas ‘caíram’ no nosso colo nestas primeiras quatro corridas”, encerrou.

Russell é o quarto colocado no Mundial de Pilotos e está a 21 pontos de Hamilton. Já a Mercedes está na terceira posição no de Construtores, a 47 pontos da líder Ferrari.

O GP de Miami, que acontece neste fim de semana, entre os dias 6 e 8 de maio. A corrida, no domingo, está marcada para às 16h30 (de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as ações no inédito circuito americano de rua AO VIVO e em TEMPO REAL.

FÓRMULA 1 2022: O QUE ESPERAR DO GP DE MIAMI + PORSCHE E AUDI VÃO ENTRAR? | Paddock GP #285
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar