Russell diz que experiência na Mercedes em Sakhir “ajudou a impulsionar confiança”

George Russell relembrou a participação no GP de Sakhir pela Mercedes, que deu a oportunidade do público perceber o que o piloto consegue fazer com um carro de ponta

George Russell está próximo de iniciar a terceira temporada na Fórmula 1 pela Williams, mas a curta passagem pela Mercedes no GP de Sakhir de 2020 ainda rende assunto para o jovem inglês de 22 anos.

Na ocasião, Russell substituiu o heptacampeão mundial Lewis Hamilton, que foi infectado pela Covid-19. George liderou boa parte da corrida, mas um erro da Mercedes no pit-stop e posteriormente um pneu furado fizeram o piloto fechar a prova apenas na nona colocação, enquanto Sergio Pérez saiu com a primeira vitória da carreira.

Em entrevista ao site The Sportsman, Russell contou sobre como aproveitou a oportunidade de estar no melhor carro do grid da Fórmula 1, mesmo que apenas por um fim de semana.

GEORGE RUSSELL; FÓRMULA 1; GP DE SAKHIR;
No fim do dia, apenas lamentações para George Russell no Bahrein (Foto: F1/Twitter)

“Foi incrível como tudo aconteceu de última hora. Foi confirmado na noite de quarta-feira e eu estava no carro na sexta-feira. O fim de semana foi tão bom quanto poderia, até que não acabou, digamos assim”, comentou o piloto, que recebeu a chamada com dois dias de antecedência.

“Eu entrei com a ideia de que não iria quebrar minha carreira, mas que poderia vencer e dar um grande passo para um longo futuro na Fórmula 1. Fui muito grato pela chance, obviamente não nas circunstâncias que eu teria desejado, mas mesmo assim, com o curto prazo que tivemos, me deu a chance de mostrar o que posso fazer lá na frente”, seguiu Russell, que liderou 58 voltas do GP de Sakhir.

Apesar da derrota traumática, Russell sente que a experiência de poder andar na frente e ficar próximo de vencer uma corrida impulsionou a sua motivação na Fórmula 1.

Russell terminou 2020 valorizado após atuação pela Mercedes (Foto: Williams)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Tivemos a oportunidade de vencer a corrida duas vezes, mas infelizmente tomaram de nós nas duas vezes. Você precisa acredita em si mesmo como piloto, mas até que você ganhe, sempre há um pequeno elemento do desconhecido. Você nunca sabe. Se Lewis estivesse na Williams, onde ele iria parar? Só ter a chance impulsionou minha confiança”, completou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube